Cidadeverde.com

Vem chapéu por aí? Jogadores do River assistem jogo com vice do Flamengo

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

O River estabeleceu como prioridade número 1 para 2016 a renovação do contrato do técnico Flávio Araújo - só depois disso a diretoria tentará segurar os principais jogadores do elenco. O presidente Elizeu Aguiar tem toda razão em pensar assim, mas é bom acelerar esse processo.

Enquanto os dirigentes tricolores tentam convencer Sapinho a permanecer, os adversários começam a assediar os atletas que fizeram história com a camisa riverina conquistando o acesso à Série C.

Na segunda-feira (16), apenas dois dias após o jogo que sacramentou o vice-campeonato da Série D, o goleiro Robson, o lateral-direito Tote e o atacante Fabinho assistiram à vitória do Timon sobre o Oeiras por 2 a 1, pela antepenúltima rodada da Segunda Divisão, ao lado de Everaldo Cunha, vice-presidente do Flamengo.


Tote (rosa), Robson (cinza) e Fabinho (vermelho) com Everaldo (branco,amarelo, verde e vermelho)

Como os três já vestiram a camisa rubro-negra em outros anos e só têm contrato com o River até o fim de novembro, não seria surpreendente se surgisse um convite para que o trio fizesse parte do novo Flamengo do presidente Tiago Vasconcelos - ainda mais com o clube tendo desafios importantes pela frente em 2016, como a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil, e sonhando com o título do Campeonato Piauiense, a vaga na Série D e o acesso à Série C.

Após o jogo, Robson passou por mim, parou para me cumprimentar e tratei de puxar conversa. O goleiro, claro, desconversou sobre trocar o Galo pelo maior rival.

- Vi você ali com o Everaldo. Está voltando para o Flamengo?

- Não, não. É só resenha ali com o Fabinho e o Tote.

Nunca é demais lembrar que foi Everaldo Cunha quem levou Tote para o Flamengo. E também que Robson teve pouco espaço em 2015 no Galo devido a grande concorrência com Naylson e Dalton. Enfim, é esperar para ver...