Cidadeverde.com

Após décadas de espera, Abdias Queiroz será cidadão piauiense

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Foi em 2010, lá no ginásio do Sesc Ilhotas. Sentei ao lado de seu Abdias Queiroz para acompanhar as lutas da Copa AJEF. Ele segurava um troféu de mais uma homenagem entregue ao precursor do judô no Piauí. 

Foto: Carol Riedel/Arquivo/Revista Cidade Verde

Nesse dia, seu Abdias me revelou uma mágoa. Em mais de quatro décadas de dedicação ao esporte, o cearense de Quixadá, que plantou a semente do primeiro ouro olímpico de uma piauiense, não tinha título de cidadão, nem de Teresina e muito menos do Piauí. 

A surpresa foi geral. Era um absurdo sem tamanho. E continuou sendo por algum tempo. Os anos foram passando, alguns amigos foram se mobilizando, conversando com assessores e parlamentares. E cinco anos depois, se fez justiça. 

No início da tarde desta quinta-feira (26), em votação secreta, 22 deputados estaduais presentes na Assembleia Legislativa aprovaram por unanimidade o título de cidadão piauiense a Abdias Queiroz. 

A proposição é do deputado estadual Marden Menezes (PSDB). Ele amplia a homenagem para toda a família de judocas e ressalta a importância do trabalho de Abdias Queiroz para a sociedade piauiense.

Na última segunda-feira (23), seu Abdias Lima de Queiroz completou 81 anos de vida, mais de 40 deles dedicados ao judô do Piauí. A data da solenidade de entrega da homenagem ainda será marcada.