Cidadeverde.com

Troféus do Flamengo reaparecem; faltam cinco taças

  • trofeus-flamengo-10.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-9.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-8.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-7.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-6.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-5.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-4.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-3.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-2.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • trofeus-flamengo-1.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Na feijoada de aniversário dos 78 anos do Esporte Clube Flamengo, no último domingo (13), os troféus reluziam no palco. E uma polêmica que durou meses chegou ao fim. 

Se o clube cuja sede virou um supermercado, onde foram parar os troféus? Nas gôndolas? Houve quem achasse que os símbolos das conquistas rubro-negras teriam sido derretidos - meio que uma síndrome de taça Jules Rimet.

Mas não foi nada disso que aconteceu, segundo o presidente Tiago Vasconcelos. 

- Os troféus estavam guardados pelo ex-presidente (Jankel Costa), nós solicitamos e ele passou a nos entregar junto com um ex-diretor. Hoje eles estão na casa do atleta que o Flamengo alugou ali na zona Leste. 

Ainda faltam cinco troféus a serem recebidos. Um deles, de 2009, teria quebrado e está sendo consertado, segundo Vasconcelos. Outros também passam por reparos. Um último ainda estaria em posse de uma terceira pessoa e o Flamengo ainda terá de tentar reaver essa taça. 

O Flamengo está montando um escritório administrativo no Centro da capital. E é lá que os troféus ficarão guardados, até o sonho da nova sede ser concretizado. 

Entre as taças, estão algumas bem antigas, dos anos 1940 e 1960. 

Mais notícias
Na feijoada, o Flamengo anunciou a volta de Fernando Modesto ao departamento médico rubro-negro. Além da lista de mais de 20 jogadores para a temporada 2016.


Fernando Modesto, Athirson e Tiago Vasconcelos

Outra notícia que Tiago Vasconcelos comemorou como sinal de que a credibilidade do Flamengo está voltando é o sucesso da feijoada. Apesar de mesas vazias, a organização garante que todas as camisas foram vendidas e, além de se pagar, o evento deixou uma sobra de caixa para ajudar a diretoria em suas despesas.  

A vaia surgiu no agradecimento de Tiago Vasconcelos ao trabalho de seu vice, Everardo Cunha, ainda criticado por torcedores por sua gestão como presidente.