Cidadeverde.com

Sarah Menezes conquista ouro no Grand Prix de Havana 2016; veja os resultados

  • gp-havana-9.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-8.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-7.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-6.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-5.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-4.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-3.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-2.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • gp-havana-1.jpg Foto: IJF Media / G. Sabau
  • ouro11.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • ouro10.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • ouro09.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • ouro08.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • ouro07.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • ouro06.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • sarahcuba02.jpg Sarah perdia a semifinal faltando 12 segundos para o fim da luta. Erro da cubana garantiu vitória da brasileira
    Foto: Reprodução/Ippon TV
  • sarahcuba01.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • sarahcuba00.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • sarahcuba03.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV
  • sarahcuba04.jpg Foto: Reprodução/Ippon TV

Atualizada às 20h41min (horário de Teresina)

Sarah Menezes confirmou a curva ascendente do seu desempenho faltando sete meses para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A judoca piauiense conquistou, na noite desta sexta-feira (22), a medalha de ouro no Grand Prix de Havana, em Cuba. Um belo Ippon em cima da israelense Shira Rishony, com um minuto e meio de luta, encerrou a campanha da brasileira, com quatro vitórias no torneio. 

Antes do Grand Prix de Havana, a brasileira só havia enfrentado a israelense uma vez na carreira - e perdeu. Foi em fevereiro 2015, nas oitavas-de-final do Grand Prix de Dusseldorf, na Alemanha. 

Na categoria até 48 quilos, as medalhas de bronze ficaram com Paula Pareto, da Argentina, e Dayaris Mestre Alvarez, de Cuba. 

O Brasil ainda conquistou outro ouro com Eric Takabatake (-60kg). Também nesta sexta-feira, Rafaela Silva (-57kg) ficou com a medalha de bronze. Já Charles Chibana (66kg) perdeu a disputa e ficou em quinto lugar. O torneio termina no domingo (23).

 

 -48kg  Final  I   W   Y   S 
Brasil  Sarah MENEZES  1  0   0   1 
 Shira RISHONY   0   0   0   1

 

Bronze no Grand Slam de Tóquio, em dezembro, Sarah Menezes conquistou hoje seu primeiro ouro em torneios internacionais desde o Pan-Americano de Judô, disputado em abril de 2015, no Canadá.

Em fevereiro, Sarah Menezes irá disputar o Grand Slam de Paris, na França, e a Copa do Mundo de Roma, na Itália.  

Com o ouro do Grand Prix, Sarah Menezes somará 300 pontos no ranking mundial - a prata a renderia 180 pontos. O resultado pode levar a campeã olímpica a melhores posições no ranking mundial, saindo do 14º lugar e abrindo vantagem sobre a compatriota Nathália Brígida (18º), que chegou a ser apontada como rival da piauiense na disputa pela vaga nos Jogos Olímpicos de 2016.

Trajetória no Grand Prix

 -48kg  Oitavas-de-final  I   W   Y   S 
Brasil  Sarah MENEZES  1  0   0   0 
República Dominicana  Isandrina SANCHEZ   0   0   0   0 

 

Sarah Menezes não teve muito trabalho para vencer a primeira luta. Com apenas 48 segundos de confronto, a brasileira conseguiu imobilizar a atleta dominicana e venceu o confronto, evitando até um maior desgaste físico para os próximos combates. Foi a primeira vez que as duas atletas se enfrentaram.

 

 -48kg  Quartas-de-final  I   W   Y   S 
Cuba  Yanisleide PONCIANO   0   0   0   1 
Brasil  Sarah MENEZES   0   0   1  1

 

Nas quartas-de-final, Sarah Menezes encarou a cubana Yanisleide Ponciano, que folgou na primeira rodada. As duas judocas nunca haviam se enfrentado. O confronto foi equilibrado, mas a piauiense conseguiu derrubar a cubana e conseguiu um Yuko, pontuação mínima do judô, na metade da luta. Foi o suficiente para garantir vaga na semifinal do torneio. 

 

 -48kg  Semifinal  I   W   Y   S 
Cuba  Dayaris MESTRE ALVAREZ    0  0  0  2
Brasil  Sarah MENEZES   1   0  0  1

 

A semifinal foi contra a cubana Dayares Mestre Alvarez, uma velha conhecida de Sarah Menezes. Antes do Grand Prix de Cuba, a brasileira havia vencido quatro dos sete confrontos com a rival. 

Enquanto Sarah Menezes chegou para a semifinal após confrontos mais tranquilos, Dayaris Mestre precisou superar a medalhista olímpica Paula Pareto, da Argentina, nas quartas-de-final. O confronto só foi decidido no Golden Score, a luta de desempate, e com uma punição contra a argentina. 

No tatame, foi possível perceber o equilíbrio do histórico entre as duas atletas. Até metade da luta, o confronto seguia empatado com uma punição para cada lado. Faltando 26 segundos para o fim, Sarah Menezes sofreu uma segunda punição, o que culminaria com sua derrota ao final da luta. Mas um erro de Dayaris Mestre, ao atacar as pernas da brasileira, acabou eliminando a cubana e garantindo a brasileira na decisão do torneio.

 

Veja como foi a transmissão ao vivo da fase classificatória do primeiro dia de Grand Prix de Havana