Cidadeverde.com

No reencontro de Athirson e Petkovic, a despedida do Flamengo

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

A noite será de despedida para o Flamengo-PI. E o Sampaio Corrêa (MA) não quer ter o mesmo destino. 

Em São Luís (MA), as duas equipes se enfrentam pelo Grupo E da Copa do Nordeste. Com um ponto em cinco jogos, o Flamengo já disse adeus. Tem 12 gols sofridos e não marcou nenhum. 

Certamente não é a campanha que Athirson Mazzoli esperava ao encarar sua primeira competição interestadual como treinador. 

Talvez Athirson também não esperasse encontrar o amigo Petkovic, com quem fez história vestindo a camisa do Flamengo (RJ) na década passada. 

Pet fará seu primeiro jogo na Copa do Nordeste. E também pode ser o último. 

O substituto de Marcelo Chamusca chega ao Tubarão precisando vencer o eliminado Flamengo. Mas depende do resultado de Ceará e Vitória da Conquista (BA). O empate no outro jogo do grupo elimina os maranhenses. 

Abraço, só antes do jogo. O Sampaio não quer morrer abraçado com ninguém. 

- O Athirson foi um amigo que fiz no futebol. O momento atual é de cada um defender a sua camisa. Nós vamos a campo no intuito de superar o Flamengo-PI e torcer para que os outros resultados nos favoreçam. Vai ter que ser assim - disse Petkovic.

Foto: Elias Auê/Sampaio Corrêa


O Flamengo pode até querer dar trabalho, mas seu foco já é outro. Eliminado no primeiro turno do Campeonato Piauiense, o rubro-negro começa a entrosar suas novas peças para garantir a vaga na Série D do Brasileirão, e poupar jogadores desgastados pela sequência de jogos. O atacante Augusto, por exemplo, não viajou. 

De certa forma, os ex-parceiros no futebol fluminense hoje vão dar a largada em novos desafios. Pet comanda seus primeiros jogos no Sampaio Corrêa. Athirson quer esquecer o Nordestão e iniciar uma nova fase no Flamengo. Em cada lado, um recomeço.