Cidadeverde.com

O problema não é impeachment ou protesto. É a tabela

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Um protesto na BR-316 impediu o time do Cori-Sabbá de vir a Teresina (PI) e o jogo da tarde deste domingo (17) com o Piauí foi adiado. 

Alguns vão por a culpa no protesto. Mas podia ser um acidente, uma ponte que caiu... Qualquer imprevisto poderia forçar o adiamento da partida. 

Da mesma forma, alguns podem querer reclamar de River e Flamengo por aceitarem um clássico em domingo de votação de impeachment em Brasília (DF). 

Não é esse o problema. O problema é a tabela. 

O Flamengo não queria jogar sábado para recuperar fisicamente seus atletas. Já está em situação ruim, é justo não querer ir ao clássico desgastado. 

O River podia até querer jogar o clássico na segunda-feira, mas já tem jogo na quarta (20) contra Altos. 

E não há mais data. 

O Campeonato Piauiense iria terminar no dia 15 de maio. A nova data da final é 25 de maio. E se River e Parnahyba avançarem na Copa do Brasil, essa data pode ser prorrogada mais uma vez. 

Qualquer jogo do River que for adiado, terá de adiar o fim do campeonato. 

Não adianta relacionar os problemas da rodada de hoje com as questões políticas do Brasil. Os presidentes dos clubes é que precisam se organizar com antecedência para formatar um campeonato enxuto, que traga menos despesas e não permita que transtornos vividos este ano se repitam em edições futuras.