Cidadeverde.com

Goiás x River - o time do acesso está de volta

Euziney Santos

Time do acesso no dia 19 de outubro de 2015, antes do jogo decisivo com o Lajeadense. 
Com a volta de Eduardo, grupo titular está praticamente completo em relação ao ano passado. 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

 

Naylson; Tote, Índio, Rafael Araújo e Jadson; Amarildo, Rogério, Esquerdinha e Júnior Xuxa; Eduardo e Fabinho. 

É o time do jogo do acesso para a Série C, a equipe que empatou com o Lajeadense no Rio Grande do Sul e subiu o River. 

Pela primeira vez em 2016, essa equipe estará perto de se repetir, apesar da ausência de Esquerdinha, que cumpre suspensão. Eduardo voltou. Não é certo que ele vá ser titular, mas só a reunião desse grupo empolga qualquer tricolor. 

Do grupo de 18 jogadores que viajou para Goiânia (GO), só não estavam na campanha vice-campeã da Série D de 2015 o volante Gilton Tussi e os atacantes Diego Lira e Vanderlei - o último, por sinal, se encaixou como uma luva no tricolor. 

É um contraste com o adversário de hoje. Rebaixado para a Série B, o Goiás sofreu um desmanche e o treinador Enderson Moreira admite que a equipe está em formação. 

Calma, calma. É preciso ter os pés no chão. O próprio zagueiro Paulo Paraíba embarcou afirmando que não se pode errar no jogo com o Goiás. E não cometer erros significa também evitar a recuada que o time deu no jogo de ida, abrindo espaço para o gol dos goianos ainda no primeiro tempo. 

É bem verdade que o River sempre tem jogado mais futebol nos torneios nacionais. E se a ideia é não cometer erros, o Galo poderia aproveitar a volta de Eduardo e reeditar, contra o Goiás, aquele 3 a 0 de tirar o fôlego contra o Lajeadense, no jogo de ida das quartas-de-final da Série D. 

Se o River fizer algo parecido, será ótimo. Mas por mais que esteja em formação, o Goiás mostrou em Teresina que é perigoso e poderia ter saído do Albertão com um empate. 

O técnico Capitão sabe disso:

- Nós sabemos da vantagem que nós temos, mas não podemos simplesmente achar que essa vantagem vai nos garantir a classificação. Temos que ser inteligentes, temos que manter a mesma pegada que nós tivemos. Na hora que tiver a bola, nosso time tem que jogar como sempre jogou, e essa é a nossa característica. Não vamos abrir mão disso. Mas logicamente tomamos os cuidados necessários para que a gente possa sair de lá com a classificação. 

A situação do River é mais complicada que a do Parnahyba. Porém, o River tem mais condições de sair classificado do que o Tubarão, que vacilou no fim contra a Portuguesa. 

Promoção
Olha só que interessante: torcedor do Goiás que apostar no clube na Timemania e levar o comprovante ganha direito a meia-entrada. Fica a dica para o River fazer as contas e ver se repetir a empreitada no Piauí compensa. 

Goiás x River
Copa do Brasil - 1ª Fase - Jogo de volta
19h30 - Serra Dourada - Goiânia (GO)