Cidadeverde.com

Sarah Menezes comemora ouro no Pan e foca Rio 2016: "falta pouco"

Foto: Rafal Burza/CBJ

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

De volta ao Brasil, com mais uma medalha de ouro, Sarah Menezes aproveita o Dia do Trabalhador para descansar. A judoca foi campeã pela quarta vez do Campeonato Pan-Americano, este ano disputado em Havana, Cuba, e agora vai se concentrar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. 

O ouro em Cuba rendeu 400 pontos para a judoca no ranking mundial, o que amplia a distância em relação a brasileira Nathália Brígida, que até alguns meses atrás estava no seu encalço pela vaga olímpica. 

A condição de terceira melhor no ranking mundial na categoria até 48kg fará a judoca priorizar os treinamentos e evitar novas competições antes de Rio 2016. O Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, na próxima semana, o Grand Prix de Almaty, no Cazaquistão, na semana seguinte, estão fora da sua agenda.  

- Estou bem ranqueada. É focar nos treinos mesmo. Falta pouco para Olimpíada. Vou fazer os treinamentos pensando só nos Jogos Olímpicos agora.

A próxima competição de Sarah Menezes será o World Masters, que reúne os 16 melhores do ranking mundial em cada categoria. O evento em Guadalajara, no México, será o último a somar pontos antes da Olimpíada e servirá como boa prévia para Rio 2016. 

No papo rápido com o blog Na Esportiva, Sarah Menezes também comemorou seu desempenho no Pan de Cuba. Na final, a piauiense usou estratégia para derrotar a argentina Paula Pareto, atual campeã mundial. Sem marcar pontos, ela forçou um erro da adversária e venceu o confronto. 

- Fiz uma ótima competição. Fui bem inteligente nas lutas e muito tática.

Aos fãs que viram a foto da judoca sentindo dores em uma das mãos, Sarah Menezes tranquiliza. A judoca admite que sentiu mesmo a mão na semifinal com a cubana Dayaris Mestre Alvarez, mas foi só na hora: "Agora está de boa."

Foto: Rafal Burza/CBJ

Neste domingo (1º), Sarah Menezes escolheu aproveitar a folga visitando o Pão de Açúcar, um dos pontos turísticos mais famosos do Rio de Janeiro (RJ). Um justo presente para quem conquistou sua quinta medalha em cinco competições consecutivas desde dezembro - praticamente um pódio por mês: Bronze no Grand Slam de Tóquio, ouro no Grand Prix de Havana, bronze no Grand Slam de Paris e no Grand Prix de Samsun, na Turquia, e agora ouro no Pan-Americano em Havana.