Cidadeverde.com

Placar improvisado no estádio Albertão vira protesto

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Um grupo de torcedores do River começou a levar um placar improvisado para o estádio Albertão, já que o existente lá não funciona. 

Por sinal, não é só isso que deixa o torcedor insatisfeito com o estádio. E com o volume crescente de partidas, as reclamações só tendem a crescer.

Ontem (30), na partida entre River e Piauí, pelo Campeonato Piauiense, o placar ganhou a companhia de cartazes de protesto: a torcida quer iluminação externa e banheiros em melhores condições. 

O blog Na Esportiva procurou a Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi). A resposta não é lá a que a torcida estava esperando. A solução vai demorar um pouco. 

De acordo com a Fundespi, ainda está em análise a documentação para abertura da licitação do placar e catracas eletrônicas, sonorização e sistema integrado de TV. 

Superada a burocracia, a licitação é aberta. E cabe alertar ao torcedor: o processo tem prazos, inclusive para recursos de empresas que se sintam prejudicadas. Por mais que se acelere tudo, não vai ser logo. 

Para compensar, a Fundespi informou que nesta semana vai buscar uma empresa para promover a limpeza externa e interna do estádio, além de resolver o problema da iluminação externa. A ideia é resolver essa situação antes da Série C do Brasileirão, que começa no final de maio. 

A única coisa que está pronta para ser feita esbarra no andamento do Campeonato Piauiense. A implantação da irrigação eletrônica do gramado já foi iniciada, mas a empresa responsável precisa de 15 dias sem bola rolando no estádio. O que não será possível enquanto o estádio Lindolfo Monteiro continuar sem aval do Corpo de Bombeiros para ser reaberto - a expectativa é de que isso ocorra nesta semana.

O curioso é que em janeiro de 2015 o governador Wellington Dias decretou situação de emergência no Albertão para que uma reforma de R$ 70 mil deixasse o estádio pelo menos em condições de uso. Mas ainda falta muita coisa.