Cidadeverde.com

Rival fica para trás e Sarah Menezes garante vaga em Rio 2016

Foto: Rafal Burza/CBJ

No centro, Sarah Menezes e Nathália Brígida: a primeira será confirmada como titular da seleção em 2016. A segunda vai herdar a vaga da categoria até 48kg, quando Sarah subir para a até 52kg, e disputará o ciclo olímpico para Tóquio 2020

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

A paulista Nathália Brígida subiu quatro posições no ranking mundial de judô, em atualização divulgada ontem (1º). Bronze no Pan-Americano de Havana, em Cuba, ela foi da 21ª para a 17ª posição da categoria até 48 quilos. 

Com 952 pontos, ela tem chances matemáticas de obter a vaga para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Se vencesse o Grand Slam de Baku, no Azerbaijão (500 pontos), e/ou o Grand Prix de Almaty, no Cazaquistão (300 pontos), somaria 800 pontos e encostaria na terceira colocada, Sarah Menezes, hoje com 1.872 pontos graças ao ouro no Pan de Cuba. 

A decisão ficaria para o World Masters, em Guadalajara, no México, que guarda 700 pontos para a campeã. 

O porém é que a revelação do Minas Tênis Clube não vai competir em Baku e nem em Almaty, assim como Sarah Menezes, que agora só deve lutar em Guadalajara. A Confederação Brasileira de Judô confirmou a lista de participantes dos dois torneios no último domingo. 

Com isso, agora sim, é possível afirmar: Sarah Menezes está matematicamente garantida nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. 

Lógico, era muito improvável que Nathália Brígida alcançasse Sarah Menezes, em especial no ritmo que a piauiense impôs desde dezembro de 2015, com cinco pódios em cinco competições disputadas. Mas matematicamente havia chance. 

O anúncio oficial só deve ocorrer no final de maio, depois do World Masters, que reunirá os 16 melhores do mundo em cada categoria. A CBJ vai esperar o torneio para anunciar a lista completa, pois ainda existem outras categorias em aberto.