Cidadeverde.com

Flávio Araújo não espera jogo com o River e deixa o Cuiabá

Foto: Pedro Lima/Cuiabá E.C.

Flávio Araújo não esperou para enfrentar seu ex-clube. 

Nesta segunta-feira (11), o ex-treinador do River pediu demissão do Cuiabá (MT), adversário do Galo na próxima rodada da Série C do Brasileirão. Eduardo Henrique, da categoria sub-19, será o treinador interinamente. 

Em caso de derrota para o River, domingo (17), na Arena Pantanal, o Cuiabá assumirá a lanterna do Grupo A da Terceirona, no lugar do tricolor piauiense.

Seria demais pra Flávio Sapinho ser derrubado pela equipe que ele ajudou a subir para a Série C, com direito a vice-campeonato da Série D no ano passado. 

Com ele saem o auxiliar Hélio Pinheiro e o preparador físico Pedro Henrique, também vice-campeões da Série D com o Galo. 

No Cuiabá, foram oito jogos e apenas uma vitória e quatro empates. 

Ano difícil
As vitórias de 2015 não se repetiram para Flávio Araújo. Começou a temporada com o desafio de comandar o Fortaleza (CE), mas a torcida foi impaciente. Em março, ele deixou o Leão com nove vitórias e dois empates em 14 jogos. 

Flávio Araújo foi para o Mogi Mirim, seu primeiro clube no futebol paulista e cuja mascote é o Sapo, apelido do treinador. Já chegou em situação difícil. Em sete jogos, só venceu dois. O "Rei do Acesso" amargou o rebaixamento.  

O Mogi até queria renovar, mas clube e treinador não chegaram a um acordo. Flávio foi para o Cuiabá ainda em abril. Não deu certo. 

Se o River pode ter dado a largada na sua recuperação na Série C, Flávio Araújo também pode aproveitar o momento e fazer o mesmo em outro clube. Com a benção do Padim Ciço.