Cidadeverde.com

Faltam 4 jogos para Altos subir para a Série C

Altos tem tudo para subir, mas precisa acertar suas engrenagens a cada fase da Série D do Brasileirão. 

Dá gosto ver o Jacaré jogar. Time compactado, ataque rápido. É interessante como os atacantes conseguem surpreender a defesa adversária e surgir, quase que do nada, atrás da linha da zaga. 

A equipe treinada por Nivaldo Lancuna merece a campanha que faz. Para os padrões da região, é uma máquina. Só não pode falhar. Precisa manter o desempenho. 

Neste domingo (31), contra o América (PE), no Lindolfo Monteiro, o time chegou a ser displicente em alguns momentos. Várias chances de gols perdidas. Houve até alguns lances de individualidade desnecessária. 

Nada que tenha sido preocupante ou determinante para o resultado da partida. O Altos venceu por 2 a 0 e manteve a melhor campanha na Série D. Mas para quem se acostumou com o time que atropelou todos na primeira fase, ver o América dar sustos no Lindolfo Monteiro chegou a ser estranho. 

Agora é mata-mata. De nada adianta ter a melhor campanha se nas oitavas-de-final contra o CSA, em Maceió, o resultado for adverso e os alagoanos vierem ao Piauí e segurarem a vantagem.

CSA, do técnico Oliveira Canindé, que o futebol piauiense conhece bem. Que eliminou o Parnahyba com duas vitórias nesta segunda fase. Não é um Icasa, um Maranhão... O nível agora é outro. 

Não é querendo ser do contra. É só para reforçar. A atenção é primordial. A luta do Altos agora é contra o oba-oba da torcida, a euforia, e para minimizar os erros. Para passar pelo CSA, o Altos não pode perder para ele mesmo.