Cidadeverde.com

Amarildo fecha com o Botafogo (PB), agradece River e pede apoio a Elizeu

Foto: Érica Paz/River.A.C.

O que eram apenas rumores durante a manhã desta terça-feira (18) passou a ser oficial após o anúncio do Botafogo (PB). O volante Amarildo, ex-jogador do River, agora é do Belo. 

A contratação foi confirmada pelo vice-presidente do Botafogo, Breno Morais. A data da chegada do jogador a João Pessoa não foi confirmada, mas o início da pré-temporada está marcado para 1º de dezembro.

Por telefone, Amarildo confirmou ao Cidadeverde.com as negociações com o time paraibano. O volante afirma que é hora de mudar de ares.

- Eu fico triste por um  lado. Eu estou indo para também poder respirar porque são três anos de River. Foram momentos bons e ruins, que qualquer jogador passa na carreira. Tá na hora de respirar novos ares. 

Amarildo encerra a trajetória no River com três títulos estaduais, um acesso para a Série C e um rebaixamento para a Série D do Brasileirão. 

O acerto do jogador com o clube paraibano vem em um momento difícil para o River, que ainda deve salários aos jogadores do elenco já dispensado. Amarildo lamenta a fase do clube e pede apoio ao presidente Elizeu Aguiar. 

- Espero que ajudem o Elizeu porque ele é uma pessoa boa, de coração bom, tem uma visão boa de futbeol. Mas uma pessoa sozinha não faz futebol. Nós jogadores não podemos fazer muita coisa por ele a não ser trabalhar, honrar a camisa. 

Carismático e bom de bola, Amarildo se envolveu em ações sociais e viveu momentos inusitados no tricolor. Chegou a desmaiar duas vezes durante jogos, em 2014 e 2015. Foi erguido nos braços da torcida com o acesso para a Série C, ocasião na qual também teve sua máquina fotográfica furtada. Os tricolores se reuniram e compraram um equipamento novo de presente para o jogador. 


Amarildo na festa do acesso para a Série C, em 2015

Entre tantos momentos, o título de cidadão teresinense, recebido em agosto, ficou marcado. 

- É uma coisa que eu levo pra mim pro resto da vida. Acho que o maior título que eu ganhei na minha carreira profissional foi esse de cidadão e com certeza eu vou levar o River, vou levar Teresina pra onde eu for. Vou falar do Piauí e das coisas boas daqui para quem não conhece, dessa cidade maravilhosa e esse povo acolhedor. 

Não há dúvidas que das últimas despedidas do River, essa é a mais dolorosa. Mas o próprio Amarildo deixa um recado:

- Mas não acabou, não. Ainda irei voltar para Teresina. 

Volte. A torcida o aguarda.