Cidadeverde.com

O recomeço do River

Fotos: Fábio Lima/Cidade Verde

O vendedor de picolé na avenida Arêa Leão ainda veste a camisa tricolor. O cenário é que mudou muito. 

O terreno da sede do clube deu lugar ao Manhattan River, edifício comercial com quase 400 salas - uma pequena parte delas de propriedade do Galo e disponível para aluguel. 

O lugar simboliza mudança importante na história do clube. Não haveria espaço melhor para a coletiva de imprensa desta terça-feira (13), na qual foi apresentado o técnico Waldemar Lemos. 

O presidente do conselho deliberativo do River, Delson Castelo Branco, abriu a solenidade lembrando as graças e desgraças recentes do clube: o acesso para a Série C, em 2015, e o rebaixamento para a Série D, em 2016. 

- Nós vamos apedrejar o River por isso? De modo algum.

Presença ativa no poleiro do Galo, Delson Castelo Branco lembrou momentos de dificuldade, como o atraso de salários e quando afirmou ter de "pedir quase de joelhos que os atletas jogassem". Foi a pessoa que melhor descreveu o drama tricolor deste ano. Sabe também falar do futuro. 

- Agora é um momento de reconstrução. A reconstrução é pior que a construção. Vá reconstruir uma casa velha para você ver. 

O presidente Elizeu Aguiar apresentou o treinador. Antes e depois da coletiva, esbanjava um sorriso otimista de quem não parece ter tido o carro roubado no último fim de semana. A empolgação com o recomeço do River foi maior que isso. 

O próprio Waldemar Lemos comparou a situação do River com sua vida privada. Falou do apartamento onde mora há 10 anos. Disse que é preciso carinho e boa vontade para fazer as coisas darem certo, como ele faz para ser feliz no seu lar, mesmo que problemas naturalmente surjam no imóvel. 

A sensação dada pelas palavras dos tricolores é de que a lição foi aprendida e o novo treinador está em sintonia com o que pensa a diretoria. Com pés no chão, trabalhando quieto, sem alardes, manso como o tom de voz do novo treinador, o River deu hoje a largada para superar seus erros e problemas e se reafirmar como principal clube de futebol do Piauí. O tempo vai dizer se as mudanças darão certo.