Cidadeverde.com

'PEC do Teto' do River limita gastos para montagem do time de 2017

  • mais-reforco-05.jpg Divulgação/River A.C.
  • mais-reforco-04.jpg Divulgação/River A.C.
  • mais-reforco-03.jpg Divulgação/River A.C.
  • mais-reforco-02.jpg Divulgação/River A.C.
  • mais-reforco-01.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-10.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-09.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-08.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-07.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-06.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-05.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-04.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-03.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-02.jpg Divulgação/River A.C.
  • reforco-01.jpg Divulgação/River A.C.

Acusado por rivais de inflacionar o mercado piauiense nos últimos dois anos, o River Atlético Clube volta a trabalhar com salários mais contidos. A crise financeira que atinge o país e as próprias dívidas recentes do Galo com vencimentos de atletas forçaram mudanças. Em tempos de "PEC do Teto de Gastos" no Governo Federal e nos Estados, a diretoria tricolor também definiu seus limites. 

O presidente Elizeu Aguiar afirma que a medida é necessária para equilibrar as contas do clube, que ainda deve parte dos salários dos jogadores que disputaram a Série C do Brasileirão:

- Assim como o Governo criou um teto para os gastos públicos, nós estamos criando um teto também para dentro da realidade do River, para que não possamos extrapolar e não nos coloquemos em situações fora da realidade.

O River inflacionou o mercado ao contratar jogadores mais caros para a disputa da Série D do Brasileirão em 2015, do qual foi vice-campeão. Na época, a diretoria chegou a atrasar salários e só conseguiu quitar os débitos com a renda das partidas. No ano seguinte, acabou rebaixado da Série C e a presença da torcida foi menor. 

- Na realidade nós nos excedemos um pouquinho nos últimos dois anos em função de querer avançar. E de fato deu certo em 2015. Em 2016 deu errado. Você trabalhar com a água no pescoço o tempo todo não é fácil. Por isso nós agora estamos descendo um pouquinho o nível da água para podermos, em 2017, trabalhar com segurança.

Fotos: Victor Costa/River AC

Elizeu Aguiar e o técnico Waldemar Lemos

Mas o dirigente afirma que os salários menores de agora não significam prejuízo dentro de campo, em relação aos 22 nomes já anunciados pela diretoria na última semana.

- Nós temos um teto bem pé no chão, mas isso não nos tira qualidade. Nós estamos trazendo jogadores que podem representar bem o River.

O presidente do clube afirma que os jogadores também compreenderam o momento de crise econômica. 

- Na realidade, essa crise atingiu todos os segmentos, inclusive o futebol. Muitos clubes estão com dificuldades para formar o seus elencos. E os jogadores também estão sensíveis a isso, sabem que não dá para ter aquele contrato. Hoje eles estão prezando muito é em tentar receber em dias, porque isso é importante. O River tem esse histórico. 

E o novo treinador, Waldemar Lemos, tem sido decisivo para a renovação do elenco. 

- O Waldemar, pelo histórico e pelo modo de trabalho dele, pessoa de fácil acesso, treinador que se comunica bem com o elenco, isso tem ajudado em 80% dos casos. Tem alguns atletas que inclusive ele está indicando e nós estamos usando o nome dele. A ideia é usar o máximo. 

Os gastos do River devem ser bancados com patrocinadores já fechados e outros em negociação, recursos da Timemania, uma possível renovação do apoio dado pelo Governo do Piauí e a receita de aluguéis das salas comerciais do Manhattan River, centro comercial erguido no terreno da antiga sede do clube. Até o momento, os espaços estão sem inquilinos. Elizeu Aguiar também pretende buscar o apoio do prefeito Firmino Filho (PSDB). 

Elenco do River confirmado até o momento

Goleiros:
Robson (River 2016)
Leandro

Zagueiros:
Allan Miguel
Gustavo Eugênio
Oscar Brizuela
Gabriel (River 2016)

Lateral-direito
Rosales

Lateral-esquerdo
Jefferson Abreu
Wesley

Volantes
Amorim (River 2016)
Osmar
André Luiz

Meias
Júnior Paraíba
Osmar
Jônatas (River 2016)

Atacantes
Rodrigo Tiuí
Negueba
Viola
Tety
Charles (River 2016)
Lucas Bacelar (River 2016)
Robinho (River 2016)