Cidadeverde.com

Flamengo do Piauí aposenta Raposa e resgata Leão

A mobilização começou com a torcida, que passou a ser incisiva contra todos que chamavam o Flamengo de Raposa. 

Neste domingo (18), na festa de aniversário de 79 anos, o Esporte Clube Flamengo aposentou o Raposão, que só havia passado a existir depois que o River adotou o Galo como mascote inspirado no Atlético (MG) - que tem a Raposa do Cruzeiro como rival. 

O Leão voltou, em arte feita por Davi Alves. O primeiro Leão do futebol piauiense vai rugir sozinho, uma vez que Barras - desativado - e Caiçara - rebaixado para a Série B - não vão disputar o Campeonato Piauiense. 

O presidente do clube, Tiago Vasconcelos, sinalizou que a retomada do Leão pode simbolizar um marco para a reconstrução do Flamengo. 

- É um resgate histórico. O Flamengo, quando inicou em 1937, a mascote era o Leão. Então a gente está voltando para as origens. É a história do Flamengo sendo reconstruída. Não é nada com opção de grupo A ou grupo B. Na verdade é um resgate histórico que nós precisamos fazer. Nós vamos voltar para o início da história. Vamos refazer essa história com a mascote original.