Cidadeverde.com

Picos 2x2 River - o campeonato começou pegando fogo

  • river-picos-09.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-08.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-07.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-06.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-05.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-04.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-03.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-02.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.
  • river-picos-01.jpg Foto: Victor Costa/River A.C.

Começar o campeonato com dois concorrentes diretos ao título é de tirar o fôlego. Picos e River fizeram um jogo brigado, com vários lances de perigo e gols, muitos gols - dois deles bem anulados, inclusive. 

O empate, além de normal, foi justo, tendo em vista o que as duas equipes fizeram e apesar de nenhum dos dois times ter gostado do resultado - o que mostra o quanto Zangão e Galo buscaram a vitória. 

O tricolor fez dois jogos na temporada e repetiu neles o início de pressão sobre o adversário, que culminou com um gol no começo do jogo. Em Picos, Viola abriu o placar aos 12 minutos - mas isso só depois dos goleiros Leandro e Amaral defenderem bolas perigosas em cada trave. 

Sim, Picos teve várias oportunidades de marcar, talvez até um pouco mais que o River. A bola estava de mal com Candinho, que perdeu um gol praticamente debaixo da trave. E Raphael Freitas até a alcançou, mas fez um gol aos 24 minutos em posição de impedimento. 

Todo mundo já havia percebido que a jogada aérea poderia ser uma chance para o Zangão. Mas gol contra ninguém esperava. Aos 16 do segundo tempo, na cobrança de escanteio, Raphael Freitas e Humberto subiram no primeiro pau, a bola desviou no riverino e entrou. O gol foi anotado para Freitas. 

Picos teria virado no minuto seguinte, se Raphael Freitas não tivesse feito falta de ataque. Outro gol anulado. 

Chegou, então, a hora de Waldemar Lemos mexer no time. O treinador promoveu a estreia do atacante Tety. Mal entrou em campo, aos 25 minutos, o novato aproveitou o vacilo da defesa de Picos, chutou cruzado e colocou o Galo de novo na frente. 

O gol abalou a SEP por um tempo e fez o River gostar do resultado. Na reta final, o Zangão acordou e fez um operação abafa na defesa riverina. A pressão surtiu efeito com o empate aos 42 minutos. Raphael Freitas, que queria um gol para a filha Esther, saiu do estádio Heldívio Nunes com dois. 

O torcedor que foi ao estádio viu duas equipes que, mesmo em início de temporada, fizeram um bom jogo e mostraram suas credenciais aos adversários. Ambas com falhas de posicionamento e problemas defensivos a serem corrigidos, algo a ser visto nos próximos treinos.  

Foi uma boa largada para o Campeonato Piauiense. Se as outras equipes conseguirem repetir o nível dessa partida e crescerem ao longo das rodadas, será um dos melhores estaduais dos últimos anos.