Cidadeverde.com

Renê agradece ao Sport, mas diz que chega ao Flamengo 'pra ser hepta'

  • 20170207130722_508.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130718_805.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130703_269.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130622_381.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130611_91.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130601_213.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130556_422.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130521_579.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130510_271.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130458_661.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130447_18.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130432_841.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130408_547.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130403_204.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130356_598.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130347_121.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130335_926.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130325_92.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130317_734.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130310_78.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130301_655.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130251_85.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130238_486.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130224_563.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • 20170207130142_530.jpg Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo

Revelado pelo Sport Recife, o piauiense Renê foi apresentado nesta terça-feira (7) no Flamengo. Disse que é grato ao clube pernambucano por todos os últimos anos. Mas quando perguntado sobre a polêmica envolvendo o título brasileiro de 1987, foi curto:

- Eu vim aqui pra ser hepta. 

Nas redes sociais, os torcedores pernambucanos não perdoaram. Falar em Flamengo heptacampeão é reconhecer que o clube já conquistou o hexa. Ou seja, é dizer que os cariocas ganharam o polêmico título de 1987. No ano passado, o caso chegou ao Supremo Tribunal Federal, que manteve o título com o Sport. 

Reprodução/Twitter

Na prática, Renê provou que vestiu a camisa do novo clube. Se um dia voltar ao Sport, não sabemos se o discurso será outro. 

O certo é que no dia do aniversário da esposa de Renê, o presente foi para a torcida rubro-negra. Enquanto ele se desculpava por não estar perto da mulher gestante por conta da apresentação no Flamengo, a família do lateral esquerdo comemorava o acerto do jogador com o novo clube, principalmente a mãe dele. E não é nem porque ela seja flamenguista. Ela acredita que vai ficar mais fácil ver o filho na TV. 

Segundo picoense a vestir a camisa do rubro-negro carioca no mesmo ano, Renê aumenta o orgulho da cidade em relação a seus atletas. Será colega de treino do volante Rômulo, de quem é amigo há cinco anos e, como disse o próprio lateral, frequenta sua roça em Picos, no Sul do Piauí. 

Aliás, a simplicidade de Renê marcou a coletiva de imprensa da manhã desta terça-feira (7). Apresentado aos jornalistas, foi questionado porque estava retraído. Admitiu que não gostava de dar entrevistas e tinha aprendido com a convivência com Durval, o mais sisudo jogador do Sport, ex-clube do piauiense. 

Quando perguntado se já sabia espanhol para conversar com os estrangeiros do Flamengo, disse que vai se virar com gestos. E arrancou risos:

- Não tô dando conta nem do português. 

O tempo todo, Renê demonstrou respeito por Jorge, seu antecessor, e Trauco, que assumiu a titularidade na lateral esquerda do Flamengo após a venda do brasileiro para o Monaco, que disputa o Campeonato Francês. Disse que vai trabalhar para buscar seu espaço - e certamente o terá, nem que seja quando Trauco viaje para defender a seleção peruana. Com o tempo, pode até se candidatar a uma convocação do técnico Tite. 

Veja a entrevista coletiva completa: