Cidadeverde.com

Brocador sobre goleiro do Altos: se a gente jogasse 180 minutos não sairia gol

Fotos: Fábio Lima/Cidade Verde

- Ele defendeu cinco, seis bolas de gols. (...) Se a gente ficasse 180 minutos, creio que não sairia o gol porque o goleiro fez uma excelente partida. 

As palavras são de Hernane Brocador, jogador do Bahia, aquele famoso pela sua passagem pelo Flamengo carioca.

E o nome do jogo de domingo (12) no Lindolfo Monteiro, tão elogiado por Brocador na entrevista para a rádio Cidade Verde, é Alex Alves, goleiro do Altos. Na única vez que não fechou o gol, a trave salvou. E o placar ficou em 0 a 0, pela Copa do Nordeste. 

Brocador e Alex, por sinal, jogaram juntos no Mogi Mirim, antes de Hernane ser emprestado para o Flamengo e se tornar conhecido nacionalmente.

O técnico do Bahia, Guto Ferreira, que trabalhou com Alex Alves no Mogi Morim (SP) na mesma época, na campanha do acesso para a Série C do Brasileirão em 2012, também se rendeu ao goleiro.

- Um jogador que eu respeito muito e torço pelo sucesso. O que ele fez aqui, pra mim não é novidade nenhuma. 

Ouvindo tantos elogios, Alex Alves queria mesmo era a vitória. Ele sabe que o terceiro empate seguido na Copa do Nordeste complica as pretensões do Altos em seguir na competição. 

- Queríamos sair com a vitória. Tentamos, jogamos contra uma equipe de qualidade, não podemos deixar de ressaltar. Mas agora é trabalhar. Estamos na luta, estamos na briga. Trabalhar para no returno tentar tirar pontos deles lá e buscar essa classificação.