Cidadeverde.com

Celso Teixeira brinca e diz que Flamengo foi melhor sem ele no banco

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

Celso Teixeira observa treino do Flamengo: a cara de mau esconde um técnico muito bem humorado

Suspenso por conta da expulsão na partida contra Picos, o técnico Celso Teixeira teve de ver o jogo do Flamengo contra o Piauí na geral do Lindolfo Monteiro. No intervalo, os jogadores se reuniram ao lado do alambrado para receber as orientações. Deu certo a ponto do treinador relevar sua presença no banco de reservas. 

- Acho que foi melhor, ganhou de 3 a 0 e eu não participei (risos). (...) Eu acho que a importância do treinador é durante a semana, é na montagem da equipe, nos treinamenos que ele realiza e não no dia do jogo propriamente dito. 

Apesar do bom humor, Celso Teixeira enfrenta dificuldades no rubro-negro, que vão desde a busca de reforços que se encaixem no teto financeiro do clube a recuperação dos atletas lesionados. Com o grupo reduzido, tem sido difícil fazer trabalhos táticos e treinos coletivos, que só devem ser retomados semana que vem.

- Tranquilidade quando você trabalha num clube como o Flamengo você não tem nunca. Até porque existe sempre aquela questão de você sempre ter de vencer o próximo jogo. E a gente atravessa uma dificuldade em termo de plantel, um plantel diminuto e você não consegue realizar o trabalho que necessitaria que você realizasse. 

Nesta quarta-feira, o rubro-negro treinou no estádio Albertão. Os jogadores terão folga apenas no domingo de Carnaval. No dia 5 de março, o time disputa o clássico Rivengo, pelo Campeonato Piauiense. Expulso contra o Piauí, o atacante Fabinho está fora da partida contra o ex-clube - mais um problema para o treinador resolver. O bom humor do Celso Teixeira já ajuda.