Cidadeverde.com

Campanha quer levar atletas de Barra Grande para Mundial de Kitesurf na França

A primeira empreitada, em 2016, deu certo. A segunda está só começando, mas ainda precisa de apoio dos amantes do esporte. O Projeto Vivo, organização não governamental que apoia jovens nativos da praia de Barra Grande, no litoral piauiense, a praticarem kitesurf, iniciou mais uma campanha para levar seus melhores nomes para duas competições internacionais na França. 

Manoel Piçarrinha, 16 anos, Luís Fernando Silva e Guigui Costa, ambos de 13 anos, foram escolhidos para embarcarem em mais uma jornada internacional, pelo segundo ano consecutivo. Os jovens atletas vão participar da Copa do Mundo Júnior de Kitesurf, em Saint Pierre de La Mer, e do Mondial du Vent, em Leucate, ambos na França. 

As competições acontecem em abril, mas os três atletas e mais dois acompanhantes da ONG viajam ainda em março, para que os competidores se adaptem ao frio europeu. 

No ano passado, a presença dos piauienses repercutiu na França, em especial por serem do Projeto Vivo, que visa dar oportunidade aos jovens de Barra Grande a praticarem kitesurf, esporte que demanda equipamentos não tão baratos e que virou um dos principais motivos do aumento no número de turistas na região. 

Para os torneios na França, há promessa de ajuda para bancar as passagens dos garotos. Mas falta ainda a passagem dos acompanhantes e recursos para despesas de translado, hospedagem, alimentação, roupas e equipamentos específicos para a prática do esporte. 

Por isso, o Projeto Vivo lançou a campanha #AdoteUmAtletaNativodaBarra. Os interessados podem procurar mais informações nas páginas da ONG no Facebook ou no Instagram