Cidadeverde.com

De volta ao River, Amarildo nega ser ídolo e diz estar pronto para o Rivengo

  • f3f764e2-1321-44f2-ab46-e6c87bbd6ce8.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • d2f1cb19-acbc-47b4-8ff4-433a09e47aa1.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • cca4a6a6-4e6b-48a3-9d81-d0fa3204fc4f.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • cc590a95-827d-4883-8d64-8ebe28e1b847.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • c60f9d9c-4484-4a01-8638-881a7c023778.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • c9e44935-ce09-4d75-9c9c-7b1012bad0ac.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • bbba1a2b-ff78-43ae-a254-32b01f20db7b.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • b22ddb8e-b104-4d0d-ad0e-d3b9c16dea32.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • b5e5b4f0-3540-43fc-ba40-4c968d9f2597.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • a3ce029d-b5e0-4e4f-956f-5ee6e85c2005.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 575320ea-2a74-4c40-ae37-c93fed8fe111.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 5391cf92-3418-4a98-85c4-d8c7ec2662ba.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 0e807c0a-2de3-47fb-9d3e-6add75396720.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

Torcedores do River invadiram a área de desembarque do aeroporto Petrônio Portela, tamanha era a vontade de abraçar o volante Amarildo, que chegou a Teresina (PI) na tarde desta quinta-feira (2). O jogador deixou o Botafogo (PB) e retornou ao clube no qual se tornou ídolo. 

Aliás, mesmo sendo abraçado aos gritos de "Acabou o caô / O pitbull chegou", Amarildo diz que não se sente idolatrado pelos tricolores. 

- Ah, cara... Ídolo, eu não me sinto ídolo. Eu me sinto respeitado pelo trabalho que eu fiz nesses três anos que eu passei pelo River. Eu agradeço muito a Deus. E eu não trabalhei sozinho. Foi um grupo de jogadores e isso me ajudou bastante dentro de campo. E eu espero continuar trabalhando e espero que eles continuem nos ajudando, porque dentro de campo se um ajudar o outro quem vai sair favorecido só vai ser o clube. 

Luta e dedicação continuam sendo as palavras de ordem do volante, tricampeão piauiense pelo River e vice-campeão brasileiro da Série D em 2015. Postura em campo que cativou a torcida. 

Com o rebaixamento de volta para a Série D em 2016, Amarildo decidiu buscar novos ares. Sem muitas oportunidades no clube paraibano, ele volta ao River menos de cinco meses depois, mas não se arrepende da troca. 

- Eu saí no momento certo. Eu precisava respirar. Estou voltando num momento bom do clube, num momento de renovação. Espero, junto com os novos companheiros, fazer tudo aquilo que fizemos no passado, mas agora com mais qualidade e mais responsabilidade e respeito à entidade River.

Perguntado se está pronto para jogar, Amarildo garante que sim. E se for preciso entrar em campo no clássico de sábado (4) com o Flamengo, a resposta vem com um largo sorriso no rosto:

- Com certeza. 

Ouvintes da rádio Cidade Verde concorrem a ingressos para o clássico Rivengo. Clique aqui e saiba como participar.