Cidadeverde.com

Só restou um: Luís Miguel é o sexto treinador a cair no Campeonato Piauiense

Fábio Lima/Cidade Verde

O técnico português Luís Miguel deixou ontem (16) o comando do 4 de Julho. O clima no Colorado de Piripiri ficou ruim após a derrota por 2 a 1 para o Piauí, na quarta-feira - o rubroanil havia perdido todos os jogos anteriores no Campeonato Piauiense. 

Com a vitória na última rodada do 1º Turno, o Piauí colocou 4 de Julho e Picos como seus rivais diretos na luta contra o rebaixamento, ainda que os dois estejam com boa vantagem - ambos tem 7 pontos cada contra 3 do rubroanil. 

Pelo que o agora ex-treinador do clube falou pra gente, parece que a diretoria do Colorado entendeu assim. E Luís Miguel não concordou. 

- De fato eu botei o lugar a disposição da diretoria, acabo por acertar minha saída, por iniciativa minha. Não tenho nada em vista, foi uma decisão pessoal, visto os resultados não terem sido o que a torcida queria, mas era aquilo que eu estava objetivando. Visto o nosso grupo, o objetivo aqui era estar longe do rebaixamento e a gente está longe do rebaixamento. Mas a torcida não entendeu assim, muita cobrança, um orçamento baixo... Ontem de manhã, depois de ter pensado bem durante noite, eu acabei por colocar o meu lugar a disposição e a diretoria aceitou.

É o sexto treinador demitido no Campeonato Piauiense. O último sobrevivente é Fernando Tonet, do Parnahyba. Já trocaram de técnico:

River - saiu Waldemar Lemos, entrou Eduardo Hungaro
Piauí - saiu Marcão, entrou Fabiano Macau
Flamengo - saiu Celso Teixeira, entrou Cícero Monteiro
Picos - saiu Nivaldo Lancuna, entrou Paulo Moroni
Altos - saiu Francisco Diá, entrou Ruy Scarpino
4 de Julho - saiu Luís Miguel, falta substituto