Cidadeverde.com

Fora do Nordestão, River tem obrigação no Piauiense

Maurícia da Mata / EC Vitória

O efeito Barcelona não funcionou com o River. E se a virada histórica contra o Vitória não veio, é hora de virar a página e garantir o calendário de 2018. 

Sem ter vencido o 1º Turno do Campeonato Piauiense, o Galo tem a obrigação de ganhar o returno se quiser disputar a Copa do Nordeste e Copa do Brasil no ano que vem. E a missão é difícil.

Na quarta-feira (5), já tem jogo contra Picos, que perdeu para o Flamengo no sábado e precisa se reabilitar. Talvez seja nessa partida que o técnico Eduardo Hungaro comece a implementar mudanças mais efetivas na equipe. 

No sábado, na derrota por 1 a 0 contra o Vitória, Hungaro já promoveu a estreia do volante Fabiano, ex-Botafogo, no time titular - que jogou com dois atacantes ao invés de três. 

A estreia mais aguardada, no entanto, é do meia Keninha. Hungaro o definiu como um camisa 10 clássico, que "pifa" a defesa adversária. Deverá ajudar os atacantes. Resta saber quem sairá do time titular. 

Tudo o que o torcedor riverino espera de quem avançou de fase pela primeira vez na Copa do Nordeste é que esse time volte para o Campeonato Piauiense atropelando todo mundo. Dificilmente será assim, tanto pelas mudanças que o River ainda vai testar como pelos adversários.

Mas é obrigação tricolor ganhar o returno. E fazer isso já preparando o time para a Série D do Brasileirão.