Cidadeverde.com

TJD mantém punição ao Parnahyba e cita rojão que matou garoto na Bolívia

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

Invasão da torcida para comemorar o título no Lindolfo Monteiro

O Parnahyba foi julgado com a perda do mando de campo em dois jogos no dia 18 de abril. A decisão foi publicada no site da Federação de Futebol do Piauí no dia 24 do mesmo mês. Hoje (9), saiu o resultado do recurso impetrado pelo clube no Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI), mantendo a decisão. Com isso, o primeiro jogo da final do Campeonato Piauiense está marcado para sábado (12), na Arena Ytacoatiara, em Piripiri. 

A punição envolve a final do 1º Turno do Campeonato Piauiense. O Parnahyba venceu o Altos, fora de casa, e ficou com o título. Na súmula, o árbitro relatou a invasão de torcedores no gramado após o término da partida e "acenderam sinalizadores e soltaram foguetes".

O relator do caso, Leonardo Soares Pires, decidiu manter a punição e o Tubarão terá de fazer dois jogos fora do litoral - pena que só poderá ser cumprida em sua totalidade no ano que vem. 

Na decisão, o relator cita até a morte do jovem Kevin Espada em 2013, na Bolívia. Na época com 14 anos, o garoto morreu após ser atingido por um rojão lançado da torcida do Corinthians, em jogo da Libertadores da América. 

Leonardo Soares Pires justificou a decisão (clique aqui para ler a íntegra):

- Tal medida gera insegurança generalizada, tanto para os torcedores, quanto para os jogadores do time adversário e da própria arbitragem, não podendo tal situação ser ignorada. Até por que, se por um infortúnio, tais situações se repetirem, serei conivente por não ter reprimido tal situação.

Eliminado do returno, o Parnahyba aguarda a final entre River e Altos, nesta quarta (10), para conhecer seu adversário na decisão do torneio.