Cidadeverde.com

Humberto xinga árbitro e pega mesma suspensão de Wesley por agressão; River vai recorrer

Foto: Victor Costa/River A.C.

Na vitória do River sobre o Potiguar (RN) por 2 a 0, fora de casa, o meia Humberto foi reclamar do árbitro, acusando o mesmo de só dar falta para um lado. No meio da reclamação, emendou um "filho da p...". Pegou cartão vermelho direto. 

Ontem (14), a quarta comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) foi até mais severa. Foram quatro jogos de suspensão para o jogador tricolor, um para cada letra do palavrão proferido. 

A ordem é não reclamar com o árbitro, tudo bem. Mas será se era pra tanto?

Para se ter uma ideia da proporção da decisão, quatro jogos foi a suspensão que o Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) aplicou no lateral Wesley, do mesmo River, depois do soco dado no atacante Testinha, então no Piauí, pelo Campeonato Piauiense. São instâncias diferentes, mas a legislação é a mesma. Dá para ter uma noção de que alguma delas pode ter dado a dose errada.

A diretoria riverina, claro, vai recorrer. Não se sabe, porém, se há tempo para obter, ainda na sexta-feira, um efeito suspensivo para que Humberto entre em campo contra o Maranhão, domingo (18), no Lindolfo Monteiro. 

A baixa pode se somar ao zagueiro Allan Miguel, expulso na vitória do domingo passado sobre o Potiguar, em Teresina, por 2 a 1. Para compensar, já se apresentaram ontem o zagueiro Luiz Fernando, ex-Moto Club (MA), e o atacante Maranhão, ex-Lajeadense (RS). O lateral direito Ceará, ex-ASA (AL), chega hoje. 

O diretor de futebol, Robert Ibiapina, ainda busca um meia e espera que todos os reforços estejam regularizados até sexta-feira, como falou para a Rádio Cidade Verde em entrevista nesta semana.