Cidadeverde.com

De volta para casa, Altos se reencontra com a vitória

Foto: Luís Júnior/A.A.Altos

Nada como voltar para casa para reencontrar o caminho da vitória. 

Tudo bem que o Tocantins não era lá um adversário para fazer medo. Mas os resultados recentes do Altos é que deixaram uma ponta de dúvida sobre o desempenho da equipe na sequência da Série D do Brasileirão.

Talvez as duas derrotas e o empate nas partidas passadas tenham ocorrido por saudade de casa. Estamos em junho e só agora o Altos jogou no estádio Felipão. 

A reeestreia do Jacaré na reabertura do estádio foi com goleada: 4 a 0 e vaga garantida na próxima fase. 

Apesar do placar, Altos não teve uma atuação de gala, como já ocorreu neste ano. Jogou bem e o suficiente para garantir o resultado. 

O atacante Manoel, que sofreu o pênalti do primeiro gol e marcou o segundo - um belo gol de cobertura - disse que as derrotas serviram para o time acordar no mata-mata. 

Eduardo, autor do quarto gol, quer agora que a torcida faça a diferença em Altos - oportunidade que ela só terá nas próximas duas fases, pois nas quartas-de-final os jogos terão de ser em estádios com pelo menos 5.000 lugares. 

É.. Altos fez seu primeiro jogo no Felipão em 2017. E fará no máximo mais dois, mesmo que chegue até a final da Série D. 

O próximo adversário é o Rio Branco (AC). E agora é mata-mata. Faltam seis jogos para o acesso, mas é preciso passar pelos dois primeiros. 

Ouça as entrevistas com os atletas após a partida: