Cidadeverde.com

Eliminada no Mundial, Sarah Menezes admite dúvida sobre mudança de categoria

  • budap1.jpg Vitória sobre a alemã Nieke Nordmeyer na primeira luta
    (c) Sabau Gabriela
  • budap2.jpg De azul, Sarah sofre ippon da japonesa Ai Shishime, que ficou com o ouro
    (c) Sabau Gabriela
  • sarah_nmeyer-1.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-2.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-3.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-4.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-5.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-6.jpg Paulo Pinto/CBJ
  • sarah_nmeyer-7.jpg Paulo Pinto/CBJ

Em entrevista ao vivo na Rádio Cidade Verde, minutos após ser eliminada do Mundial de Judô, que acontece na Hungria, a campeã olímpica Sarah Menezes avaliou sua participação no torneio e também a transição da categoria ligeiro (48kg) para a meio-leve (52kg). No programa Acorda Piauí, a judoca admitiu estar em dúvida sobre a permanência no novo peso. 

- Eu tô pensativa ainda. Isso é uma coisa pra ser estudada.

Ouça a entrevista:

Veja como foi a cobertura em tempo real do 2º dia de Mundial de Judô 

O que faz Sarah Menezes ficar pensativa são os obstáculos na transição. A diferença de estatura das adversárias ela supera com técnica, como fez na vitória da estreia contra a alemã Nieki Nordmeyer. Mas a força, só com o avanço da preparação física, que ela admitiu ter sentido na derrota para a japonesa Ai Shishime, na luta seguinte. 

- Nossa, eu senti uma diferença muito grande de força. (...) Esse é o grande objetivo, fortalecer mais o físico para poder lutar de igual com as meninas, porque eu me sinto muito pequena na categoria. A diferença de força é muito grande e faz uma diferença muito grande na luta. 

Perguntada por Joelson Giordani se ainda se sente em um momento de adaptação, Sarah Menezes deu sinais de que já avaliou o suficiente para tomar uma decisão em breve.

- Nem tanto, porque eu já participei de umas quatro, cinco competições. Ainda não peguei no quimono de todas as meninas fortes, mas eu vejo que a gente tem que melhorar muito. A análise que eu tenho é que tem que fortalecer muito. 

Pelo visto, um retorno para a categoria ligeiro não está descartada pela judoca. Agora é esperar qual caminho Sarah Menezes desejará seguir.