Cidadeverde.com

Convocada para a seleção, piauiense tem propostas da Espanha e EUA

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Para qual clube a Valéria vai? Deixa ela pensar um pouco

No embarque, o dilema não era sobre entrar no avião. Ninguém discute convite para defender a seleção brasileira. Mas a atacante Valéria foi para o Rio de Janeiro com uma dúvida na cabeça. Ou melhor, oito. 

Desde a convocação para a seleção feminina sub-20, a piauiense da zona rural do município de União, região da Grande Teresina, foi procurada por oito clubes, um deles da Espanha e outro dos Estados Unidos. Iranduba (MA), Sport (PE), Vitória (BA), São José (SP), Audax (SP), Kindermann (SC) e o próprio Tiradentes (PI), atual clube de Valéria, completam a lista.

- Minha cabeça está um pouco confusa. Estou resolvendo com minha mãe, com minha família, pra saber para onde eu vou. Mas o Tiradentes está querendo me segurar. Eu não sei como é que vai ser. 

Valéria embarcou na tarde desta terça-feira (2) para se apresentar na Granja Comary, onde pensará melhor no seu futuro. Decisão ela garante não ter tomado. O foco no momento é o Sul-Americano Sub-20, que começa no dia 13, no Equador. 

Distância da família não vai ser problema. A própria mãe, dona Francilene Moura, 41 anos, disse que Valéria tem de escolher a melhor proposta. E a filha afirmou que leva todos no coração, para onde for, inclusive no Equador. 

O Brasil estreia no Sul-Americano Sub-20 no dia 14 de janeiro, contra o Chile. O torneio vale vaga na Copa do Mundo Sub-20, que acontecerá em agosto, na França.