Cidadeverde.com

Timon tenta atravessar o Furacão; River busca evitar a euforia

Foto: Clube Atlético Votuporanguense

Timon perdeu por 3 a 1, de virada, na estreia na Copinha

Dois times em campo neste sábado (6). Duas situações distintas na Copa São Paulo de Futebol Júnior. 

O Esporte Clube Timon, o piauiense do Maranhão, entra em campo às 15h (horário de Teresina e Timon), para enfrentar o Atlético-PR. 

Depois de sair na frente contra o Votuporanguense (SP), o time cedeu a virada e perdeu por 3 a 1 na estreia. 

Hoje à tarde, ou transforma o furacão em ventania, ou pode dar adeus ao sonho de passar de fase. 

O técnico Péricles Veloso viu a estreia do Furacão e disse que ele é muito rápido - o time, não o fenômeno da natureza. Ciente disso, o treinador traçou a estratégia para tentar sair com uma vitória, nem que seja por 1 a 0. Ou consegue isso, ou o vento o leva. 

Mais cedo, o problema do River é outro: às 10h (horário do conjunto Porto Alegre, onde fica o poleiro do Galo), o tricolor enfrenta o Botafogo (RJ). 

O problema, a meu ver, não é nem o peso da camisa alvinegra. O técnico Giva Albuquerque precisa evitar que a goleada por 3 a 0 sobre o Capivariano empolgue demais a garotada. 

Pés no chão, sempre - mas pode subir pra fazer gol e cabeça. É um equilíbrio a ser buscado e não muito simples de se conseguir: evitar que a euforia da vitória suba à cabeça do elenco, mas também aproveitar seu lado bom como forma de animar o time. 

Animação que não falta para Giva. O treinador já declarou na Rádio Cidade Verde que só pretende voltar de São Paulo no dia 25 de janeiro, data da decisão da Copinha. 

Sendo assim, que o Galinho consiga um bom resultado hoje, para que o time não fique só fazendo turismo durante duas semanas. 

Foto: River A.C.