Cidadeverde.com

Altos 0x2 Bahia - a palavra é frustração

  • altos_bahia-1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-5.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-6.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-7.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-8.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-9.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-10.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-11.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-12.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-13.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-14.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-16.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-17.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-18.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-19.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-20.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-21.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-22.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-23.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-24.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-25.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-26.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-27.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-28.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-29.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-30.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-31.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-32.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-33.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-34.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-35.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-36.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-37.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-38.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-39.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-40.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-41.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-42.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-43.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-44.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-45.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-46.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • altos_bahia-47.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

É evidente que seria esperar demais um Altos mandando na partida, sendo amplamente superior ao Bahia. Estamos falando do campeão do Nordeste e de um time de Série A. 

E talvez reconhecendo as limitações do campeão piauiense perante seu adversário é que o torcedor fique mais frustrado pela derrota. 

Quem lamentou o 0 a 0 no Lindolfo Monteiro, na Copa do Nordeste do ano passado, agora lamenta ainda mais o 2 a 0 sofrido no Albertão. Em 2017, não se imaginava que no ano seguinte poderia ser pior. 

E não leia os adjetivos negativos achando que Altos jogou mal. O primeiro tempo foi cansativo para quem esperava chances de gol, mas foi o Jacaré quem melhorou a partida na etapa final. 

Manoel já havia perdido uma chance de gol no final do primeiro tempo. Na volta do intervalo, Américo desperdiçou outras duas. 

E quando o Altos se assanhava ao ataque, foi castigado com o contra-ataque ultra rápido de Kayke. Depois disso, para o Bahia, foi só administrar a partida e ainda ampliar, com Zé Rafael. 

O Altos precisa levantar a cabeça. São duas vagas para a próxima fase da Copa do Nordeste e a derrota em casa foi para um dos favoritos ao título. 

Mas que vai demorar uns dois dias para esquecer as chances perdidas contra o Bahia, isso vai.