Cidadeverde.com

Por título e artilharia, Adriana encara ex-clube na final do Brasileiro Feminino

Bruno Teixeira/Ag. Corinthians 

Apesar de revelada no Tiradentes (PI), foi no Rio Preto (SP), no ano passado, que a atacante piauiense Adriana, a "Maga", acabou vista pelo técnico Vadão e convocada pela primeira vez para a seleção brasileira de futebol feminino. 

Agora no Corinthians, a jogadora terá de superar o ex-clube para conquistar o título do Campeonato Brasileiro e a artilharia do torneio. O primeiro jogo da decisão será neste sábado (20), às 15h, na cada das adversárias. 

- Realmente, o Rio Preto é uma grande equipe. Foi lá onde eu me destaquei bastante. Cheguei lá em 2016. O Rio Preto foi onde eu consegui os meus dois primeiros títulos do Paulista - recordou a piauiense, em entrevista ao canal de TV paga ESPN. 

Mas qualquer carinho que a atacante tenha pelo ex-clube ficará fora do gramado nesta tarde. Em especial porque passar pelo Rio Preto valerá não só o título nacional, como também pode render para Adriana a artilharia do torneio. 

Com Danyelle, do Flamengo (15 gols) e Rosana, do Santos (12 gols), já fora da disputa, Adriana, também com gols, segue viva na briga pela artilharia do Brasileirão Feminino e terá dois jogos para se isolar como principal goleadora da competição. 

O último jogo da final será na sexta-feira (26). Em caso de empate nos pontos e saldo de gols dos dois jogos, a decisão irá para os pênaltis.