Cidadeverde.com

Adriana é eleita a melhor jogadora do Brasileirão 2018; Renê é o melhor lateral esquerdo

  • premio-brasileirao-2018-10.jpg A seleção do Brasileirão Feminino e Adriana, ao lado de Marta, com seus dois prêmios
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-9.jpg Renê, do Flamengo, eleito o melhor lateral esquerdo da temporada
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-8.jpg Dudu e Adriana, os melhores do ano, ao lado de Marta, a melhor de sempre
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-7.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-6.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-5.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-4.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-3.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press
  • premio-brasileirao-2018-2.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press
  • premio-brasileirao-2018-1.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press

A atacante piauiense Adriana, do Corinthians e seleção brasileira, levou o principal troféu do Prêmio Brasileirão 2018. 

A jogadora foi escolhida a melhor entre todas no Campeonato Brasileiro, e recebeu o prêmio na noite desta segunda-feira (3), em evento no Rio de Janeiro (RJ). Outro piauiense, o lateral esquerdo Renê, do Flamengo, foi eleito o melhor na sua posição.

Foi a primeira vez que a seleção do Brasileirão Feminino foi formada no prêmio concedido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). E logo de cara, Adriana entrou como uma das meias da equipe e terminou coroada com o troféu de melhor jogadora da temporada. 

Revelada pelo Tiradentes, onde ficou conhecida pelo apelido "Maga", em referência ao corpo franzino, Adriana foi levada para o Rio Preto (SP), onde acabou vista pelo técnico Vadão, da seleção feminina, no ano passado. Na mesma semana em que foi observada no clube, a atacante embarcou para defender o Brasil em um torneio na China - e foi campeã. Depois disso, assinou com o Corinthians, clube com o qual conquistou o  Brasileirão deste ano. 

Seleção do Brasileirão Feminino 2018
Bárbara (Kindermann); Maurine (Santos), Thaila (Santos), Antonia (Audax) e Yasmin (Corinthians); Brena (Santos), Djennifer (Iranduba), Gabi Zanotti (Corinthians) e Adriana Leal (Corinthians); Dani Helena (Flamengo) e Lelê (Rio Preto). Técnico: Arthur Elias (Corinthians).

 

Renê entre os melhores
Depois de ganhar o prêmio Bola de Prata, um dos mais tradicionais do país, o lateral esquerdo Renê também foi escolhido para a seleção do Prêmio Brasileirão. 

O jogador do Flamengo comentou que sonhava com o título da sua equipe, mas demonstrou alegria com a homenagem:

- Depois da tristeza de perder um título, veio a alegria em receber um prêmio individual. Acho que a regularidade foi que me colocou aqui hoje. Sou muito grato por isso e estou muito feliz. 

Renê despontou para o futebol nacional no Sport (PE), de onde chegou para o Flamengo no ano passado. Em 2018, o lateral se firmou como titular, superando o peruano Miguel Trauco. 

O craque do Brasileirão, eleito em votação popular, foi Dudu, do Palmeiras. 

Seleção do Brasileirão Masculino 2018
Marcelo Lomba (Internacional), Mayke (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Víctor Cuesta (Internacional) e Renê (Flamengo); Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo) e Arrascaeta (Cruzeiro); Dudu (Palmeiras) e Gabriel (Santos). Técnico: Luís Felipe Scolari (Palmeiras).