Cidadeverde.com

Campeão piauiense, JES Futsal quer igualar campanha do Cajuína na Taça Brasil

Fotos: Fábio Lima/Cidadeverde.com

Depois de bater na trave nos últimos anos, o JES Futsal conquistou, na última terça-feira (4), o título do Campeonato Piauiense de 2018. E a diretoria do clube já tem metas altas para a próxima temporada. 

O presidente Cidd Lustosa quer fazer com que o futsal piauiense volte ao posto obtido pelo Cajuína, que alcançou a divisão especial da Taça Brasil - principal competição nacional de clubes depois da Liga Futsal, que é limitada para franqueados. 

- Em 2019, a gente espera jogar a Taça Brasil, não sabemos ainda onde é. Vamos tentar fazer o mesmo feito que o Cajuína fez um tempo atrás. 

A campanha do Cajuína foi meteórica. Em 2012, o time foi vice-campeão da 2ª Divisão e garantiu o acesso. No ano seguinte, outro vice-campeonato, o suficiente para levar o Piauí para a Divisão Especial. 

Levar o Piauí, não o clube. A vaga no torneio nacional é do estado, que a concede ao campeão estadual. Em 2013, o Cajuína perdeu a decisão para o CRENSA, que representou o futsal piauiense na Taça Brasil e acabou rebaixado. 

O Cajuína voltou a ser campão piauiense em 2014 e se garantiu na Taça Brasil da 1ª Divisão de acesso. Mas em 2015, sem recursos, o time de futsal foi desativado. 

Em 2018, Teresina sediou a 1ª Divisão da Taça Brasil, com Altos/Cobra D'Água e Campo Largo em busca de vaga na divisão especial, mas não tiveram êxito. A missão, em 2019, será do ambicioso JES.