Cidadeverde.com

Novo técnico diz que River "se arrastou" em campo e pede reforços

Foto: Victor Costa/River A.C.

A derrota para o 4 de Julho, a primeira no Campeonato Piauiense 2019, talvez tenha sido o menor problema do treinador Rodrigo Fonseca em sua estreia no River. 

Tudo bem que o tricolor jogou mais da metade da partida de ontem (10) com um jogador a menos, depois da expulsão de Erivelton. Mas o que o novo técnico viu em campo o decepcionou. 

- A minha primeira impressão não foi boa. Temos que dar uma mexida, temos que reforçar. Dá tempo de buscar alguma coisa na competição. O River é um clube grande. Tem que figurar entre os primeiros. 

Na entrevista para Herbert Henrique na Rádio Cidade Verde, as palavras de Rodrigo Fonseca soaram preocupantes para o torcedor riverino. 

- Pouca profundidade lá na frente. Time pouco agudo lá na frente. Fisicamente, o time se arrastou dentro do campo. Temos que olhar o que foi trabalhado para a gente chegar com um trabalho diferente. Arrumar o time dentro da competição é difícil. Porém, temos que trabalhar bastante para reverter essa situação.

Fonseca pode até ter uma nova visão do ataque quando Roney e Eduardo, que cumpriram suspensão contra o 4 de Julho, retornarem no jogo de quinta-feira (14), contra o Piauí. E quando Erinaldo, que veio do Salgueiro (PE), estiver regularizado. 

Mas o fato é que o River ainda não venceu em 2019. A Copa do Brasil já era e restam sete jogos na fase classificatória do Campeonato Piauiense. 

Encontrar reforços agora é difícil, em razão da maioria dos jogadores já estar com contrato assinado nos campeonatos estaduais. 

Mas vamos com calma. Rodrigo Fonseca fez dois treinos e viu uma partida. Será se o cenário no poleiro do Galo é de terra quase arrasada? 

Dizem que a primeira impressão é a que fica. Eu gosto de dizer que a segunda impressão é a que impressiona. Tomara que, no River, a segunda impressão dada ao novo treinador impressione para melhor. Do contrário, a torcida do Galo vai ter muita dor de cabeça nas próximas rodadas.