Cidadeverde.com

Altos vence o cansaço e o Piauí em jogo adiado do Campeonato Piauiense

  • piaui-altos-lindolfo-1.jpg Luís Júnior/A.A.Altos
  • piaui-altos-lindolfo-2.jpg Luís Júnior/A.A.Altos
  • piaui-altos-lindolfo-3.jpg Luís Júnior/A.A.Altos
  • piaui-altos-lindolfo-4.jpg Luís Júnior/A.A.Altos
  • piaui-altos-lindolfo-5.jpg Luís Júnior/A.A.Altos

O Altos ainda pegou uma canseira... Não, não vamos nem falar em qualquer palavra que lembre cansaço. 

Na noite desta quarta-feira (6), o bicampeão piauiense tinha dois adversários: o desgaste dos próprios jogadores e um Piauí desesperado para seguir vivo no Campeonato Piauiense. 

O Jacaré venceu duas vezes: superou o cansaço e bateu o Piauí por 4 a 2, no Lindolfo Monteiro, em partida adiada da terceira rodada do Estadual. 

O resultado deixa o Altos em terceiro na classificação geral, com 11 pontos em 6 jogos disputados. 

Se vencer o próximo confronto, iguala o River em pontos e partidas disputadas. Caso vença os dois jogos adiados em função da Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o Jacaré assume a liderança do Estadual. 

Mas para vencer os próximos jogos, o Altos vai ter de vencer o cansaço mais uma vez. No sábado (9), o Jacaré enfrentará o Flamengo. 

O Piauí segue com chances de classificação, mas precisa vencer os jogos que restam e torcer contra Flamengo e Parnahyba.

Campeonato Piauiense 2019 - Classificação
1º - 4 de Julho - 15 pontos (8 jogos)
2º - River - 14 pontos (7 jogos)
3º - Altos - 11 pontos (6 jogos)
4º - Parnahyba - 9 pontos (8 jogos)
5º - Flamengo - 7 pontos (7 jogos)
6º - Piauí - 4 pontos (8 jogos)

Em campo, o Piauí assustou primeiro com um chute forte de Jorge, aos 14 minutos. O goleiro Fernando Henrique saltou para espalmar para fora. 

O Altos reagiu 10 minutos depois, com chute de Humberto que o goleiro Jeferson defendeu em dois tempos. 

Aos 25 minutos, foi a vez de Amorim perder outra chance do Piauí: o volante pegou um rebote da defesa do Altos e, na pequena área, chutou por cima do gol. 

O Jacaré também queria se igualar em gols perdidos. Aos 32 minutos, no cruzamento de Tiaguinho, a bola atravessou toda a pequena área e Humberto tocou, mas não conseguiu mandar para as redes. 

O jogo contra o Piauí seguia equilibrado até o outro adversário do Altos resolver atrapalhar. Jorginho, que já não havia enfrentado o Bahia na derrota por 5 a 0 pela Copa do Nordeste, sentiu e teve de ser substituído por Barata. 

Mas, aos 37 minutos, o Altos abriu o placar. Éder Guerreiro tocou para Netinho, que encontrou Humberto sozinho na pequena área: 1 a 0, com gol do jogador que há duas semanas estava com o rosto inchado por uma falta sofrida em jogo com o River. 

Três minutos depois, o Piauí empatou com Lucas Bacelar. O lateral Wesley foi chutar a bola na defesa e acabou entregando para o atacante rubroanil marcar o seu, na véspera do aniversário do pai, o craque Sima. 

Na volta do intervalo, o Altos foi superior, por mais que os sinais de cansaço em vários jogadores do elenco fossem nítidos. A qualidade do time se sobressaiu. 

Aos 8 minutos do segundo tempo, Raphael Freitas teve gol invalidado por posição de impedimento. No minuto seguinte, Humberto chutou e o goleiro Jeferson aceitou: 2 a 1. 

Aos 18 minutos, Wesley, vilão no primeiro gol, arrancou sozinho no contra-ataque e chutou quase sem ângulo para o gol vazio. O zagueiro Índio ainda tentou tirar, mas a bola balançou a rede: 3 a 1. 

Parecia fatura liquidada, mas lembre-se: eram dois jogando contra um. 

Aos 28 minutos, Wesley - de novo ele - fez pênalti em Nil. O próprio cobrou e deixou o Piauí vivo no jogo: 3 a 2. 

E se o cansaço pode ter apertado na reta final, o Altos resolveu a partida com uma jogada de bola parada. Na cobrança de falta, Humberto lançou na grande área para Ramon Baiano, que apareceu atrás da defesa do Piauí e cabeceou para o gol: 4 a 2.