Cidadeverde.com

Campeonato Piauiense teve média de 1.000 torcedores por partida e jogos no vermelho

Comentário do Cidade Verde Esportes – 1ª edição desta quarta-feira (17) - - texto com números atualizados às 15h35

É hora de repensar os jogos do Campeonato Piauiense.

O torneio acabou, e tá na hora de pegar os dados da competição, para avaliar o que foi bom, e o que não deve ser repetido. 

Hoje vou falar do público nos estádios.

O recorde foi a decisão: 4.249 pagantes para River e Altos no Albertão. Com os não pagantes e pessoas em serviço, 4.735 no total. 

É o único jogo que teve mais de dois mil pagantes no campeonato. E só outras cinco partidas tiveram mais de mil torcedores pagando ingresso. Sempre jogos de Parnahyba, River e 4 de Julho. 

Isso analisando os borderôs - agora inclusos os números do primeiro jogo da final entre Altos x River, cujo borderô já está disponível no site da Federação de Futebol do Piauí.

Com os dados que temos, a média de público pagante nos jogos é de 766 torcedores. A média com não pagantes é de 1.041.

Para essas contas, considerei o público de uma rodada dupla como sendo o de duas partidas - os borderôs dos jogos são idênticos e esses números não poderiam ser duplicados. 

A renda bruta média das partidas, que envolve todo o dinheiro arrecadado em cada jogo, é de R$ 10.451,79. A renda liquida média é de R$ 6.960,39.

Renda líquida é quando já descontamos as despesas dos clubes com as partidas. E tem clube que fechou os jogos no prejuízo mesmo assim.

Dos cinco jogos do Piauí Esporte Clube em casa, apenas um não terminou no vermelho: justamente o jogo com o River. Nas outras partidas, o prejuízo foi sempre superior a mil reais.

E olha que as despesas de arbitragem foram pagas pela Federação.

Qual é a solução? Jogo isolado do Piauí numa noite de Quarta-feira de Cinzas com certeza não é: 140 torcedores viram Piauí x Altos no Lindolfinho naquele dia.

Mas o pior público nem foi esse: 131 testemunhas acompanharam Piauí x 4 de Julho, em uma tarde de domingo. 

A Federação tinha planos para movimentar o campeonato com ações de marketing. Mas disse que isso dependia do patrocínio da Caixa Econômica Federal - e esse patrocínio não saiu.

É melhor começar a pensar em outras alternativas para 2020. 

Foto: Elziney Santos/FFP

Piauí x Flamengo: um dos jogos que deram prejuízo na temporada