Cidadeverde.com

E tinha até placar eletrônico na final do Piauiense 2019...

Comentário do Cidade Verde Esportes 2ª Edição de quarta-feira (17) - atualizada às 18h48 com correções

Depois do jogo final, todo mundo comenta muito a campanha do campeão piauiense. 

Hoje eu quero falar com vocês dos bastidores. Do trabalho da Federação de Futebol do Piauí. 

A Federação conseguiu sistema de som para a final entre River e Altos. O som começou com um volume no máximo, é verdade. Mas depois ajustaram. 

Outra novidade no Albertão foi o placar eletrônico. Aquele placar do estádio continua morto. O River, e não a Federação (como o blog informou equivocadamente no texto original) arrumou um outro placar só pra decisão. Foi em parceria com um patrocinador - e a ideia é repetir isso nos jogos da Série D do Brasileirão. 

O ideal era que tivéssemos mesmo placar em todos os jogos, eletrônico ou não. Mas estamos acostumando o nosso torcedor a isso. Quem chega durante o jogo, não sabe o placar da partida. 

Foto: Victor Costa/River A.C.

E é com base nisso que eu deixo a minha primeira sugestão. Da próxima vez, coloquem no placar eletrônico para funcionar também no jogo da preliminar. 

Até porque, o jogo do último sábado não era uma mera partida de futebol feminino. Era jogo de campeonato brasileiro, do único representante do Piauí, o Tiradentes, e com jogadora de seleção brasileira em campo – a nossa Júlia Beatriz. 

Valorizar futebol feminino não é colocar partidas na preliminar de torneios do masculino. Valorizar é dar um bom tratamento ao espetáculo. As meninas mereciam ao menos isso. 

Não importa quem conseguiu o placar. O melhor seria River e Federação se entenderem nesse sentido na próxima vez. 

Ah, e um animador de torcida também pode ficar legal na decisão do ano que vem. 

Agora uma última informação: não haverá festa dos campeões do Estadual 2019. Conversei com o presidente Robert Brown e ele informou que a Federação optou por fazer uma festa geral no fim do ano, envolvendo todas as outras competições da entidade.