Cidadeverde.com

River empata fora de casa e mantém liderança na Série D

  • santa-cruz-river-14.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-13.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-12.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-11.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-10.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-9.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-8.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-7.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-6.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-5.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-4.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-3.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-2.jpg Victor Costa / River AC
  • santa-cruz-river-1.jpg Victor Costa / River AC

Atualizada às 21h37

O River foi a Natal (RN) e conseguiu um empate com o Santa Cruz, pela quarta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. O empate em 2 a 2, na Arena das Dunas, na tarde deste domingo (26), manteve o time piauiense na liderança do Grupo A04 da competição. 

O Galo chega a 8 pontos e lidera seu grupo na Série D. O Floresta (CE), que venceu o Bragantino (PA) por 3 a 1, ontem (25), é o vice-líder, com 5 pontos. O Santa Cruz também tem 5 pontos, mas caiu para o terceiro lugar por conta do saldo de gols. O Bragantino estacionou nos 3 pontos. 

Na próxima rodada, o River pode definir sua classificação se vencer o Floresta (CE), domingo (2), no estádio Albertão. 

River em desvantagem
Pela primeira vez na Série D, o River ficou em desvantagem no placar. Aos 6 minutos, na jogada pelo meio, Paulinho levou a melhor sobre o zagueiro Audálio e chutou na entrada da grande área. O jogador do time piauiense ainda reclamou ter sofrido falta, mas não adiantou: 1 a 0. 

Depois do gol, o River teve mais domínio de bola e o Santa Cruz ficou na defensiva. Apesar de passar mais tempo no ataque, o goleiro Camilo só foi mais exigido com um chute forte aos 21 minutos. 

Carlos Henrique fez grande jogo na lateral direita, mas o River não conseguia transformar a posse de bola em mais chances reais de gol. 

Galo com um a mais
O jogo começou a ganhar outro rumo depois de Dudu Pedrotti fazer falta dura em Carlos Henrique, aos 40 minutos. Como já tinha levado um cartão amarelo por reclamação no começo do jogo, o camisa 7 do Santa Cruz foi expulso. 

Reação que veio do banco
No intervalo, o técnico Marcinho Guerreiro colocou Kanu no ataque. E ele precisou de apenas um minuto para empatar. Biro Biro cruzou da esquerda e o atacante apareceu no segundo pau, cabeceou para o chão e impediu a defesa do goleiro Camilo: 1 a 1. 

Com um jogador a mais, o River passou a pressionar pela virada. Mas um vacilo na marcação tricolor fez o Santa Cruz ficar em vantagem de novo. Uma cobrança de falta no meio do campo, a bola foi tocada de pé em pé até o cruzamento da direita chegar a Cleiton, que tocou na saída do goleiro Mondragon: 2 a 1, aos 17 do 2º tempo. 

Mas aos 21 minutos, veio um novo empate. Cris Maranhense, que entrou no jogo durante a etapa final, cruzou a bola do lado direito do ataque. Na pequena área, a bola encontrou a cabeça de Otacílio, que subiu mais que o zagueiro e mandou para o gol: 2 a 2. 

O River ainda teve a chance da virada aos 29 minutos. O chute de Daniel Bahia, outro nome que entrou no segundo tempo, acertou o travessão. 

Mesmo com um a menos, o Santa Cruz equilibrou as ações e ainda deu um pouco de trabalho ao goleiro Mondragon. Do outro lado, o River não dava sossego a Camilo. Mas o empate persistiu.