Cidadeverde.com

Treinado pelo pai, goleiro pega 2 pênaltis e se destaca na Copa Cidade Verde Sub-13

Foto: Fábio Lima/Cidadeverde.com

Decisão nos pênaltis é sempre um momento tenso no futebol. E pode ficar ainda mais nervoso em uma competição de base, com garotos em busca de realizar o sonho de ser um jogador profissional no futuro. 

Ontem (4), nas oitavas de final da Copa Cidade Verde Sub-13, dois goleiros tiveram a chance de se tornarem heróis de seus times, mas só um poderia levar a melhor. E o vencedor no confronto entre Park Real e Fluminense herdou do pai o sonho de vestir a camisa 1. 

Juniel Vitor, do Fluminense, viu uma cobrança acertar a trave e depois defendeu outras duas do Park Real - a última delas cobrada pelo goleiro do time adversário, João Neto, que também defendeu uma penalidade logo no início da série. O Flu venceu por 3 a 1 e se classificou para as quartas de final. 

Enquanto o goleiro do Flu demonstrava frieza e tranquilidade, o treinador de goleiros controlada a ansiedade no banco de reservas. Juniel Chaves é pai de Juniel Vitor, e lembrou quando era um jovem goleiro, tal qual o filho. 

- Eu acho que fiquei mais nervoso que ele. É fruto de trabalho. Há muito tempo venho treinando ele, é meu orgulho. Se eu não consegui chegar a ser um jogador profissional - cheguei até o sub-20 - espero que ele realize o sonho que eu não pude ter. 

Orgulhoso, o Juniel pai via o Juniel filho ser abraçado pelos colegas e conceder entrevistas após o feito.

- Quero agradecer aos meus treinadores. O meu pai, treinador de goleiros. Quando eu tinha 9 anos, eu já treinava no Sub-17. 

O Fluminense vai enfrentar a escolinha do Boca Juniors nas quartas de final. Os jogos desta fase da Copa Cidade Verde serão disputados na segunda (8) e terça-feira (9).