Cidadeverde.com

Hélio Queiroz comove atletas no Verdão e IFPI é campeão no futsal feminino

  • futsalf-a-final-8.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-6.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-5.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-4.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-3.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-2.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalf-a-final-1.jpg Fábio Lima/Cidade Verde

Era para ser apenas a decisão do 2º Turno do Campeonato Piauiense de Futsal Feminino, mas o jogo na noite de ontem (5), no ginásio Verdão, foi marcado pela presença do professor Hélio Queiroz. Quase três anos depois de um acidente doméstico que o impediu de continuar a trabalhar, ele surpreendeu atletas ao chegar de cadeira de rodas para ver o time que ele treinava no Instituto Federal do Piauí (IFPI) voltar a erguer a taça. 

Membro da tradicional família Queiroz, que implantou o judô no Piauí, Hélio também fez sucesso no futsal feminino, sendo campeão com o IFPI em competições regionais e nacionais. 

No dia 30 de dezembro de 2015, de férias no litoral piauiense, ele deitou em uma rede na varanda e a coluna que a sustentava caiu sobre seu corpo. A mobilização para doação de sangue foi uma das maiores da história do Centro de Hemoterapia e Hematologia do Piauí (Hemopi). Hélio Queiroz sobreviveu, mas ficou com sequelas. Fala pouco e só anda de cadeira de rodas. 

Sua chegada de surpresa, carregado nos braços para descer a arquibancada do Verdão, atrasou o início da partida. Jogadoras dos dois times se emocionaram com a visita. Eliene foi aos prantos. 

- O choro foi de emoção, de felicidade. Quem acompanha diariamente sabe a luta dele. E a gente sabe que não é fácil. Diariamente a gente visita ele, tenta estimular pra melhorar a autoestima dele porque até a gente que está bem de saúde tem dias que está pra baixo, imagine ele nessa situação, para uma pessoa que amava e ama fazer isso. É tudo pra ele, porque a gente sabe do trabalho e da competência que ele tem. 

Hélio Queiroz viu o time do IFPI sofrer no primeiro tempo. A AABB saiu na frente com 2 a 0, mas o Instituto virou ainda na etapa inicial para 4 a 2. A vitória do título se transformou em goleada no segundo tempo: 7 a 3, com quatro gols marcados por Eliene. 

Com a difícil missão de comandar o time feminino do IFPI na ausência de Hélio ao lado da quadra, o treinador Sérvulo Fernando tinha certeza do resultado antes da partida. 

- Toda vez que o Hélio estava à frente desse time, ele nunca perdeu. Foram sete anos seguidos. Infelizmente ele teve que parar. Eu assumi no ano passado, perdi. Mas eu acreditava no grupo e esse grupo cresceu, e entendeu que poderia jogar por ele e para ele. E hoje quando ele desceu aquela escada, eu já sabia: aqui hoje ninguém perde, não. (...) Com ele aqui, esse time nunca perdeu, e nunca vai perder. Toda vez que ele vier, o time vai ser campeão. Esse cara é um mito. 

O IFPI não perdeu. Nem a AABB, que conta com várias jogadoras já treinadas por Hélio Queiroz. Todas se uniram em uma roda ao redor do professor no fim da partida. O troféu delas era a presença dele em quadra, como resumiu a atleta Bruna, da AABB, em breve discurso antes de todas dançarem ao redor do treinador.

- Se hoje nós jogamos aqui, é por causa dele. 

 

Outro atraso
No intervalo, a partida voltou a sofrer atraso, dessa vez por conta da chuva. A água entrou pelo teto do ginásio Verdão e molhou a quadra. Árbitros e atletas usaram rodos e panos para enxugar o piso e poder reiniciar a partida, que terminou pouco antes de 22h. Às 20h30, estava previsto o início da decisão do torneio masculino

Foto: Fábio Lima/Cidadeverde.com

Com prorrogação e polêmica, JES é campeão piauiense de futsal masculino

  • futsalm-final-c--2.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-c--1.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-b--2.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-b--1.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--6.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--5.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--4.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--3.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--2.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • futsalm-final-a--1.jpg Fábio Lima/Cidade Verde

Teve até Hino Nacional no saxofone. A noite prometia um grande jogo, entre as duas melhores equipes do futsal piauiense: o invicto JES Futsal e o forte time do Mesa 14/AABB. Quem foi ao ginásio Verdão viu uma grande partida, apesar do 0 a 0 no tempo normal. Mas parte da torcida saiu frustrada, com vaias para a arbitragem. No fim, o JES venceu por 2 a 1 e chegou ao título inédito. 

Depois que o sax parou e a bola começou a rolar, a partida foi marcada por lances de perigo, com direito a bolas na trave, apesar da falta de gols. Com o 0 a 0 no tempo normal, o jogo foi para a prorrogação - e foi nos dois tempos de cinco minutos que os ânimos começaram a se exaltar.

Uma inversão de falta foi a principal reclamação do time da AABB. Depois disso, os jogadores começaram a se revoltar com a arbitragem, como explicou Igor Mororó, capitão da equipe.

- Acabaram dando uns tiros livres para eles e outros lances que eram mais claros para nós não foram dados. E aí não tem como, a equipe acaba ficando um pouco pilhada, perde um pouco o controle emocional do jogo. E no final, você viu o que aconteceu: em 15 anos de futsal que eu tenho, acho que é a primeira vez que eu vejo uma equipe ser campeã e uma vaia geral aqui no Verdão. É triste porque a gente sente que não perdeu a final. A gente sente que ela nos foi tirada. 

Jogadores e comissão téncica do Mesa 14/AABB parabenizaram o JES pelo título e focaram as críticas aos árbitros da partida. O discurso defendido pelo treinador Renzo Ferreti foi ponderado, com um pedido de que a arbitrage passe por reciclagem e qualificação. 

Atletas e dirigentes do JES também lamentaram ao fim da partida, mas sustentaram que a arbitragem errou para os dois times e é normal que os derrotados se sintam mais prejudicados. 

Na prorrogação, o JES poderia ter aberto o placar com Bolt, mas o goleiro Eduardo defendeu o tiro livre. Depois, em boa jogada, Aylson colocou a AABB na frente. Mais tarde, no entanto, Belauto converteu outra cobrança de tiro livre e empatou. E Bolt virou o jogo para o JES - que teve a vitória ameaçada por uma cobrança de tiro livre da AABB no fim da partida, defendida pelo goleiro do JES. 

Campeão do primeiro turno, o JES conquistou o returno e o título do torneio - se a AABB fosse campeã do 2º turno, um novo jogo entre as duas equipes aconteceria na quinta-feira. O título garantiu o JES Futsal como representante do Piauí na Taça Brasil de Clubes em 2019. 

Depois de bater na trave nos últimos anos, Bolt comemorou o primeiro título estadual do clube.

- Final sempre é uma final. A gente sabe que quem errar menos leva a melhor. Nós já queríamos encerrar o campeonato. Sabíamos que a AABB vinha para o tudo ou nada. Foi um jogo bem estudado e na prorrogação os times tiveram que se abrir. Foi um jogo bom, as equipes se conhecem e sabem da qualidade um do outro. 

Treinador do Altos coloca Copa do Nordeste acima do Campeonato Carioca

Foto: Catarina Malheiros/Cidadeverde.com

Para justificar sua posição, Leandro Campos cita a presença de "cinco" equipes de Série A no torneio. Nas contas dele, além de Ceará, Fortaleza, CSA e Bahia, que disputarão o Brasileirão em 2019, o Vitória, rebaixado para a Série B, também está entre os grandes da disputa. 

Na apresentação do elenco para a temporada 2019, o treinador do Altos, Leandro Campos, defendeu que a Copa do Nordeste é a segunda competição mais importante do país no início do ano. 

- Eu considero a Copa do Nordeste, no primeiro trimestre, talvez a segunda competição mais importante do Brasil. Eu considero o Campeonato Paulista da Série A1 como a primeira e a Copa do Nordeste como a segunda, até à frente do Campeonato Carioca, com todo respeito ao Campeonato Carioca. 

O treinador iniciou, ontem (4), os trabalhos com quase todo o elenco a sua disposição. No dia 16 de janeiro, o Altos inicia sua jornada na Copa do Nordeste, contra o Moto Club, em São Luís (MA). 

No torneio de 2019, que terá transmissão exclusiva pela TV Cidade Verde para todo o Piauí, o Altos pretende conseguir o feito inédito de se classificar para as quartas de final. O novo formato da competição, com apenas dois grupos de oito equipes, nos quais quatro se classificam, pode ajudar nesse sentido. Mas é preciso se preparar bem. 

- É tradicional, é normal essa competição dura, dificultosa. E para isso nós precisamos ter uma preparação conveniente, organizada, para que nós tenhamos os nossos objetivos alcançados. 

Veja mais sobre o início dos trabalhos do Altos para a temporada 2019:

Melhor do ano, Adriana revela "emoção única"; Marta diz que seleção precisa da piauiense na Copa

Fotos: Lucas Figueiredo/CBF

Eleita a melhor jogadora entre todas do Campeonato Brasileiro 2018, a atacante Adriana recebeu o prêmio das mãos de Marta, rainha do futebol mundial, que fez um pedido para a jogadora piauiense na cerimônia de ontem (4), no Rio de Janeiro (RJ): 

- Dois prêmios hoje, o que é isso, hein? E também campeã brasileira! (...) Desde já, falar pra você continuar assim, porque a gente precisa muito. Ano que vem tem Copa do Mundo e você sabe que o bicho pega lá fora. 

No dia seguinte, a atacante do Corinthians e da seleção brasileira falou com a Rádio Cidade Verde sobre a emoção da conquista.

- Estar na seleção do Brasileiro Feminino e receber aquele troféu, e ser a craque do campeonato também, foi uma emoção única na minha vida. Não esperava, de verdade. Veio para coroar o ano perfeito que a gente fez aqui no Corinthians. E também o ano que eu fiz, o melhor que eu já fiz na minha carreira, eu acho. 

Foi a primeira vez que o Prêmio Brasileirão premiou também as melhores do torneio feminino, com solenidade única para entrega dos troféus. Adriana recebeu o seu ao lado de Dudu, do Palmeiras, craque do torneio masculino. 

- Ontem foi uma noite maravilhosa. Realização de um sonho. Estar ao lado de todos aqueles craques do masculino, poder conhecer eles foi muito bom pra mim. 

Mas quando o assunto é Copa do Mundo, Adriana põe os pés no chão. Depois do pedido feito por Marta, a piauiense prefere deixar nas mãos do técnico Vadão, da seleção feminina. 

- O que eu posso dizer é que eu vou continuar trabalhando. Não sei o Vadão, o que ele vai fazer. Tem muitas meninas. Mas a decisão é dele, isso não cabe a mim. O que eu posso fazer é continuar treinando e esperar pra ver o que vai acontecer. 

Ouça a participação de Adriana no Cidade Verde Notícias desta terça-feira (4):

Pretendido pelo River, Flávio Araújo é anunciado pelo Sampaio Corrêa

Foto: Elias Auê/Sampaio Corrêa F.C.

O Sampaio Corrêa anunciou, nesta terça-feira (4), a contratação de Flávio Araújo como novo treinador para a temporada 2019. 

Cogitado pelo River no início das buscas por um novo treinador para o Galo, Flávio Araújo viu a negociação ficar distante após troca de acusações entre dirigentes tricolores, em agosto. A arte para o anúncio do retorno do técnico, responsável pelo vice-campeonato da Série D em 2015, estava pronta para ser divulgada. 

Depois da esfriada nas negociações, o River seguiu outro rumo e acertou o retorno de Oliveira Canindé. 

Conhecido como "Rei do Acesso", Flávio Araújo chega ao Sampaio Corrêa para levar o time de volta para a Série B do Campeonato Brasileiro, torneio do qual foi rebaixado neste ano. 

O Sampaio Corrêa eliminou o River na fase preliminar e está garantido na Copa do Nordeste 2019 e está no Grupo A, o mesmo do Altos. Com isso, os dois times só poderão se enfrentar caso avancem para o mata-mata. 

Atual campeão do Nordeste, o tricolor maranhense inicia a luta pelo bicampeonato no dia 16 de janeiro, contra o Ceará, fora de casa.

Palpites da Rádio Cidade Verde: ouça a cerimônia de premiação

Durante as 38 rodadas do Brasileirão 2018, os ouvintes da Rádio Cidade Verder acompanharam, no Acorda Piauí, os palpites dados por Elivaldo Barbosa, Fábio Lima, Fenelon Rocha e Joelson Giordani, com a participação especial de Nadja Rodrigues e outros colegas da emissora. Nesta terça-feira (4), fizemos a premiação dos melhores na arte de chutar os placares dos jogos neste ano. Ouça na íntegra do Cidade Esportiva:

 

River embarca para fase final da Copa do Nordeste Sub-20

Foto: River A.C.

Depois da classificação sofrida para as semifinais, o River embarcou, na tarde desta terça-feira (4), para Aracaju (SE), onde disputará a fase decisiva da Copa do Nordeste Sub-20. 

A delegação conta com 20 jogadores, mas apenas 18 deles estarão aptos a entrarem em campo na quinta-feira (6), às 16h, contra o Fortaleza. Expulsos na goleada por 10 a 0 sobre o Moto Club (MA), Kaio e Kary só serão aproveitados caso o Galo decida o título no sábado (8), contra Bahia ou Santa Cruz (PE). 

- Temos as ausências importantes de Kaio e Kary, mas preparamos o time com os seus substitutos e o importante agora é concentrar e estarmos focados no jogo contra o Fortaleza para que a gente consiga o nosso resultado que é a classificação para a final - disse o técnico Maradona. 

Autor de 4 gols naquela partida, o artilheiro Matheus pediu foco ao time na busca por um feito inédito. Semifinalista pela segunda vez do torneio, o River agora sonha com a final. 

- A gente confiante por tudo que já passamos na fase de grupos para poder se classificar. Vamos manter o mesmo ritmo de jogo, até com um pouco mais pegado porque a equipe do Fortaleza é mais qualificada, mas dentro de campo são 11 contra 11 e vamos jogar para vencer, para chegar à final e sair campeão

O River embarcou com Vinícius e Clemilson (goleiros); Ruan, Cleiltom, Pitoco, Mickey, Walisson e Ismael (defensores); Mineiro, Leo Santos, Denilson, Glalber, Kaio, Kary e Vitinho (meias); e Juninho, João Pedro, Matheus, Antônio Carlos e Mathias (atacantes).

Adriana é eleita a melhor jogadora do Brasileirão 2018; Renê é o melhor lateral esquerdo

  • premio-brasileirao-2018-10.jpg A seleção do Brasileirão Feminino e Adriana, ao lado de Marta, com seus dois prêmios
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-9.jpg Renê, do Flamengo, eleito o melhor lateral esquerdo da temporada
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-8.jpg Dudu e Adriana, os melhores do ano, ao lado de Marta, a melhor de sempre
    Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-7.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-6.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-5.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-4.jpg Lucas Figueiredo/CBF
  • premio-brasileirao-2018-3.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press
  • premio-brasileirao-2018-2.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press
  • premio-brasileirao-2018-1.jpg Rener Pinheiro / MoWA Press

A atacante piauiense Adriana, do Corinthians e seleção brasileira, levou o principal troféu do Prêmio Brasileirão 2018. 

A jogadora foi escolhida a melhor entre todas no Campeonato Brasileiro, e recebeu o prêmio na noite desta segunda-feira (3), em evento no Rio de Janeiro (RJ). Outro piauiense, o lateral esquerdo Renê, do Flamengo, foi eleito o melhor na sua posição.

Foi a primeira vez que a seleção do Brasileirão Feminino foi formada no prêmio concedido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). E logo de cara, Adriana entrou como uma das meias da equipe e terminou coroada com o troféu de melhor jogadora da temporada. 

Revelada pelo Tiradentes, onde ficou conhecida pelo apelido "Maga", em referência ao corpo franzino, Adriana foi levada para o Rio Preto (SP), onde acabou vista pelo técnico Vadão, da seleção feminina, no ano passado. Na mesma semana em que foi observada no clube, a atacante embarcou para defender o Brasil em um torneio na China - e foi campeã. Depois disso, assinou com o Corinthians, clube com o qual conquistou o  Brasileirão deste ano. 

Seleção do Brasileirão Feminino 2018
Bárbara (Kindermann); Maurine (Santos), Thaila (Santos), Antonia (Audax) e Yasmin (Corinthians); Brena (Santos), Djennifer (Iranduba), Gabi Zanotti (Corinthians) e Adriana Leal (Corinthians); Dani Helena (Flamengo) e Lelê (Rio Preto). Técnico: Arthur Elias (Corinthians).

 

Renê entre os melhores
Depois de ganhar o prêmio Bola de Prata, um dos mais tradicionais do país, o lateral esquerdo Renê também foi escolhido para a seleção do Prêmio Brasileirão. 

O jogador do Flamengo comentou que sonhava com o título da sua equipe, mas demonstrou alegria com a homenagem:

- Depois da tristeza de perder um título, veio a alegria em receber um prêmio individual. Acho que a regularidade foi que me colocou aqui hoje. Sou muito grato por isso e estou muito feliz. 

Renê despontou para o futebol nacional no Sport (PE), de onde chegou para o Flamengo no ano passado. Em 2018, o lateral se firmou como titular, superando o peruano Miguel Trauco. 

O craque do Brasileirão, eleito em votação popular, foi Dudu, do Palmeiras. 

Seleção do Brasileirão Masculino 2018
Marcelo Lomba (Internacional), Mayke (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Víctor Cuesta (Internacional) e Renê (Flamengo); Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo) e Arrascaeta (Cruzeiro); Dudu (Palmeiras) e Gabriel (Santos). Técnico: Luís Felipe Scolari (Palmeiras). 

Altos apresenta elenco para 2019 e faz primeiro treino de olho na Copa do Nordeste

  • apresentacao-altos-2019-31.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-49.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-48.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-47.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-46.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-45.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-44.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-43.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-42.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-41.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-40.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-39.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-38.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-37.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-36.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-35.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-34.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-33.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-32.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-30.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-29.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-56.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-55.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-54.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-53.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-52.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-51.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-50.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-62.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-61.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-60.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-59.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-58.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-57.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-28.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-27.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-26.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-25.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-24.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-23.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-22.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-21.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-20.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-19.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-18.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-17.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-16.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-15.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-14.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-13.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-12.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-11.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-10.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-9.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-8.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-7.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-6.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-5.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-4.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-3.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-2.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com
  • apresentacao-altos-2019-1.jpg Catarina Malheiros/Cidadeverde.com

Atualizada às 22h21

Estamos em dezembro de 2018, mas 2019 já começou para o Altos. O bicampeão piauiense apresentou, na tarde desta segunda-feira (3), quase todo o elenco que irá disputar Campeonato Piauiense, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro - Série D e a Copa do Nordeste. Na biblioteca municipal de Altos foram apresentados 24 dos 26 jogadores já contratados pelo clube, além da comissão que irá trabalhar com o técnico Leandro Campos.

Outros dois atletas devem chegar nos próximos dias - um deles é o zagueiro Ramon Baiano - ex- Itabaiana de Sergipe - que ganhou uma semana de folga por ter encerrado sua temporada recentemente. O outro é um volante que só será anunciado após a assinatura de contrato.

Na entrevista durante a apresentação, o discurso foi coeso entre o presidente Warton Lacerda e o treinador do time. As metas para 2019 são o tricampeonato piauiense, avançar além da segunda fase na Copa do Brasil e classificar pela primeira vez para as quartas de final do Nordestão. 

Por isso, ninguém perdeu tempo. Depois do ato formal na biblioteca, os jogadores fizeram o primeiro treinamento, no estádio Felipe Raulino, o Felipão. O time já tem estreia marcada na Copa do Nordeste para o dia 16 de janeiro contra o Moto Club, em São Luís do Maranhão.

Antes da estreia, Leandro Campos quer que o Jacaré realize pelo menos quatro jogos amistosos contra equipes profissionais, mas há dificuldade para encontrar adversários com os quais o Altos possa efetivamente medir suas forças. A possibilidade de um torneio quadrângular no Tocantins foi descartada. Há também um empecilho com datas para clubes do Ceará, onde o campeonado estadual começa no início de janeiro. 

Nomes já confirmados pelo Altos para 2019 (Posição - jogador - último clube):

Goleiros: Andrade (Juazeirense-BA), Marquinhos (Cabofriense-RJ) e Neto (4 de Julho-PI)
Zagueiros: Leone (Altos), Ramon Baiano (Itabaiana-SE), Caíque (ASA-AL), Walter (Decisão-PE)
Laterais: Tiaguinho (Altos), Ademir Ribeiro (Atlético de Alagoinhas-BA), Wesley (Tigres do Brasil-RJ) e Barata (4 de Julho-PI)
Volantes: Dos Santos (Altos), Netinho (Altos), Sidney (Globo-RN), Jorginho (Campinense-PB)
Meias: Júnior Paraíba (CAP de Uberlândia-MG), Ancelmo Jr. (Atlético-AC), Carlos Magno, Éder e Rafael Piauí (Flamengo-PI)
Atacantes: Manoel (Altos - Boa Esporte-MG), Américo (Altos), Luizão (Central-PE), Raphael Freitas (4 de Julho) e Italo (4 de Julho). 

Renê leva o prêmio de melhor lateral esquerdo do Brasileirão 2018

Foto; Gilvan de Sousa/Flamengo

O lateral esquerdo Renê foi o vencedor do prêmio Bola de Prata 2018. Piauiense de Picos, Sul do estado, o jogador do Flamengo levou a melhor sobre os adversários em sua posição, em anúncio feito nesta segunda-feira (3). 

Com 34 jogos disputados em 38 rodadas do Campeonato Brasileiro, Renê somou 6,20 pontos, deixando para trás Dodô, do Santos (5,72); Reinaldo, do São Paulo (5,49) e Iago, do Internacional (5,38).

O piauiense chegou ao Flamengo no ano passado, após temporada regular no Sport. Em 2018, ele se firmou como titular no lugar do peruano Miguel Trauco. 

Em setembro, Renê deixou sua marca no Maracanã e marcou o primeiro gol na vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense

Também foram premiados Weverton (goleiro - Palmeiras), Mayke (lateral direito - Palmeiras), Pedro Geromel (zagueiro - Grêmio), Vicor Cuesta (zagueiro - Internacional), Rodrigo Dourado (volante - Internacional), Bruno Henrique (volante - Palmeiras), Lucas Paquetá (meia - Flamengo), Everton Cebolinha (atacante - Grêmio), Dudu (atacante - Palmeiras) e Gabigol (atacante - Santos), além do técnico Luiz Felipe Scolari (Palmeiras). Dudu levou o troféu Bola de Ouro, de melhor jogador do Campeonato Brasileiro. 

Posts anteriores