Cidadeverde.com

River faz último treino para encarar o CSA; ingressos estão à venda

Foto: Victor Costa/River AC

Atualizada às 17h21 para correções

No cargo de treinador do River de forma interina, o técnico José Roberto comandou, na manhã desta sexta-feira (31), o último treino do Galo antes do confronto com o CSA (AL) pela Copa do Nordeste. 

A atividade foi realizada no CT do River. O jogo será no estádio Albertão, às 16h deste sábado (1º), pela segunda rodada do torneio. O Cidadeverde.com e o CVPlay farão transmissão do pré-jogo ao vivo, a partir das 15h. A partida terá transmissão da Rádio Cidade Verde. 

Sem tempo para fazer mudanças táticas, José Roberto, treinador do time Sub-20 do Galo, se preocupa com o desgaste físico e psicológico da equipe. 

Foto: Yasmim Cunha/Cidadeverde.com

- A minha prioridade nesse momento é receber esses atletas da melhor maneira possível, dar o maior equilíbrio e tranquilidade para que eles possam se sentir bem para realizar suas tarefas, seu trabalho, e possam estar representando bem o River nas próximas situações de competição. 

Ingressos
A venda antecipada de ingresos para River x CSA é feita em pontos espalhados por Teresina. No sábado (1º), o torcedor poderá comprar seu bilhete a partir de 9h. Quem participa do programa de sócio-torcedor do clube terá entrada gratuita.  

Preços
Arquibancada Placar:  R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia)
Arquibancada Cabines:  R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia) 
Cadeiras:  R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia)

Postos de vendas
- Lojas Noroeste (Pça. Saraiva, Coelho Rodrigues e Teresina Shopping)
- Centro Musical (Dirceu)
- Quiosque I9 Eventos (piso L3 - Shopping Rio Poty)
- Centro Med (Piçarra)

Técnico Marcelo Vilar confirma negociações com o River

Foto: Ronaldo Oliveira/Ferroviário A.C.

O nome da vez no River Atlético Clube é o de um treinador que esteve no Galo há 15 anos e saiu de forma invicta, mas sem conseguir a classificação para a decisão do Campeonato Piauiense. 

Marcelo Vilar, que treinou o River em 2005 e tem passagens por Palmeiras e vários clubes do Nordeste, confirmou ao Cidadeverde.com que mantém conversas com a diretoria tricolor. 

A passagem de Marcelo Vilar em Teresina foi curiosa. O treinador chegou ao River no segundo turno do Estadual. Naquele momento, o Galo já havia sofrido uma goleada histórica de 5 a 1 para o Parnahyba. 

Contudo, depois da chegada de Vilar, as coisas mudaram: o River não perdeu mais um jogo sequer e foi para as semifinais do returno com o 4 de Julho. Mas o Colorado jogava por dois empates para se classificar - e assim aconteceu. 

Um ano depois da passagem pelo River, Vilar virou auxiliar técnico no Palmeiras e acabou promovido a treinador, após a demissão de Emerson Leão. A projeção nacional o rendeu fama no futebol nordestino, com passagens pelo Ceará e Ferroviário (CE), Treze e Botafogo (PB), entre outros clubes. 

Quinze anos depois, o River pode voltar a ter Marcelo Vilar no comando - dessa vez com mais tempo para mostrar o seu trabalho e, quem sabe, conseguir um resultado melhor. 

O gerente de futebol do River, Mazinho Patrão, evitou dar dicas de quem seria o nome com o qual o clube mantém negociações. Na manhã desta sexta-feira (31), Marcelo Vilar foi apontado pelo site Globo Esporte como o escolhido. 

O Cidadeverde.com confirmou a informação na manhã desta sexta-feira com o próprio Marcelo Vilar, que admitiu estar em negociação com o River, mas sem dar maiores detalhes. 

O treinador cearense de 58 anos estava na Ferroviária (SP), mas foi demitido antes da estreia no Campeonato Paulista. 

A intenção da diretoria do River, anunciada em coletiva de imprensa na quinta-feira (30), é confirmar o nome do novo treinador o quanto antes - se possível apresentá-lo no jogo deste sábado (1º), com o CSA (AL), pela Copa do Nordeste. 

Tonet quer manter estilo ofensivo do Altos contra Picos

Foto: Luís Júnior/A.A.Altos

O jogo deste sábado (1º) entre Picos e Altos, às 20h, no estádio Helvído Nunes, vale a liderança do Campeonato Piauiense. Os donos da casa podem assumir a primeira posição com uma vitória, mas o técnico Fernando Tonet deseja manter o 100% de aproveitamento do Jacaré. 

- Vai ser um jogo grande, um jogo bom. E nós não vamos abrir mão da nossa filosofia de jogo. Nós vamos lá para buscar a vitória, com todo respeito ao adversário. Mas jogar da maneira que a gente vem jogando. 

O estilo ofensivo de Tonet é bem conhecido no futebol piauiense. No Altos, tem 9 pontos contra 7 do Picos. São seis gols em três partidas, com dois gols sofridos pelo Jacaré.  

Sofrido, por final, foi o jogo de quarta-feira (29) com o Piauí. O Altos perdia por 1 a 0, com um jogador expulso. O time conseguiu a virada no segundo tempo e ainda viu o goleiro Rodrigo Ramos defender um pênalti. 

- Eles vão ter que saber sofrer o campeonato inteiro, porque vai acontecer isso. É um time que se expõe muito, um time que joga pra frente, joga pra vencer. E em um lance ou outro, vai tomar um gol. E a gente tem que tranquilidade, cabeça boa, por a bola no chão que os gols saem também da nossa parte. 

Sem muletas, Eduardo visita jogadores em treino do River

Foto: Yasmim Cunha/Cidadeverde.com

O atacante Eduardo visitou o treino do River Atlético Clube, na tarde de quinta-feira (30). O jogador segue em recuperação da lesão no joelho esquerdo, mas já apareceu sem muletas no poleiro do Galo. 

Eduardo se machucou no primeiro tempo do jogo com o Náutico, em Recife (PE), no dia 23 de janeiro, pela Copa do Nordeste. As muletas foram companheiras do atacante nos primeiros dias de recuperação em Teresina.

Nas redes sociais, o jogador tem postado imagens do tratamento, em tom otimista - mas ainda não há data para seu retorno aos gramados. 

O artilheiro foi ao campo do River com uniforme de treino, mas de chinelos. Quem vestia o uniforme de jogo e com a camisa 9, número do atacante, era Eduardo Filho, caçula da família. 

A visita ajudou a animar os colegas tricolores, que voltaram a trabalhar após derrota por 1 a 0 para o Parnahyba e, horas depois, receberam a notícia da demissão do técnico Márcio Goiano - José Roberto, treinador do time Sub-20, comanda a equipe interinamente. 

No sábado (1º), o River enfrenta o CSA (AL), às 16h, no estádio Albertão, na segunda rodada da Copa do Nordeste.

Parnahyba recebe reforço do meia Salatiel, ex-Sampaio Corrêa

Foto: Sampaio Corrêa FC

O Parnahyba Sport Club acertou a contratação do meia-atacante Salatiel, ex-Sampaio Corrêa (MA), para a sequência do Campeonato Piauiense. 

O jogador de 32 anos chegou a Parnaíba nesta quinta-feira (30) e já participou do primeiro treino com o Tubarão. 

Não confunda Salatiel Santos, reforço do Parnahyba, com Salatiel Júnior, artilheiro da Série C do Campeonato Brasileiro de 2019 e hoje no Náutico (o que perdeu pênalti contra o River) - os dois defenderam o Sampaio Corrêa no ano passado. 

Na noite de ontem (29), após a vitória por 1 a 0 sobre o River, o técnico Wallace Lemos afirmou que estava aguardando por reforços, mas não revelou nomes.

- Nós temos que trazer algumas peças. Isso já foi conversado com a nossa diretoria. A gente está monitorando e vamos ver dentro da possibilidade do clube para que a gente possa reforçar e ter mais opções de jogo - disse Lemos, em entrevista para a Rádio Cidade, de Parnaíba.  

A diretoria do Tubarão tem outra questão para resolver: quem dispensar. Com a chegada do goleiro Dida, ex-Floresta (CE), o clube agora tem quatro goleiros, e um deles deve ir embora do litoral piauiense. 

O Parnahyba volta a jogar no próximo domingo (2), em Teresina (PI), com o Piauí Esporte Clube. 

River define nome e quer apresentar novo treinador até sábado (1º)

Fotos: Yasmim Cunha/Cidadeverde.com

Mazinho Patrão, gerente de futebol, evitou dar detalhes sobre nome em negociação

Atualizada às 17h49

O River Atlético Clube agiu rápido após a demissão do técnico Márcio Goiano. Ainda nesta quinta-feira (30), a diretoria definiu um nome para substituir o treinador, que não resistiu ao jejum de vitórias na temporada 2020. A intenção é apresentar o nome até o próximo sábado (1º), quando o Galo recebe o CSA (AL), pela Copa do Nordeste.

Em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira, o gerente de futebol tricolor, Mazinho Patrão, afirmou que o clube não deu prazo para encerrar as negociações, mas tem pressa para resolver a questão. 

- A gente não tem um prazo. Pode ser hoje, pode ser amanhã, pode ser sábado... É de acordo com o que a negociação for desenrolando. (...) Mas a nossa ideia é tentar fechar o mais rápido possível para que o treinador se apresente também já de imediato, e se não tiver tempo hábil dele já assumir o time para o jogo de sábado, que pelo menos ele esteja no estádio acompanhando a equipe in loco. 

Mazinho Patrão evitou responder perguntas sobre o nome pretendido pelo River para não dar dicas que possam levar imprensa e torcida a descobrirem quem está envolvido nas negociações. 

Por enquanto, José Roberto, treinador das categorias de base, assume o time principal interinamente. Ele comandou a reapresentação do River após a derrota por 1 a 0 para o Parnahyba, ontem (29), e deve ficar no banco do estádio Albertão no jogo de sábado.

Bom treinador, mas não venceu...
A coletiva de imprensa foi marcada por elogios a Márcio Goiano, demitido na manhã desta quinta-feira. O zagueiro Cris, capitão do time na ausência do atacante Eduardo, que se recupera de lesão, afirmou ser injusto colocar a culpa do insucesso do time somente no treinador, que "não entra em campo".

- Não teve resultado, infelizmente. Na minha opinião, o time até criava, a gente vinha jogando bem, mas não conseguimos vencer. (...) A gente se sente meio que culpado pelo que está acontecendo. (...) Queremos dar resposta até para isso: mostrar que o elenco que começou o trabalho é valioso e pode dar frutos para o River. 

Cris declarou que o momento é de dar 150% ou até 200% em campo contra o CSA. Para o zagueiro, o River tem sofrido muitos gols de bola parada e também não tem contado com a sorte nas últimas partidas.

Mazinho Patrão também enalteceu o trabalho de Márcio Goiano e garantiu que o clima do vestiário era bom. Contudo, a falta de vitórias fez a diretoria apostar na troca do comando técnico em busca de uma virada do time nesta temporada.

Sem vencer em 2020, River demite técnico Márcio Goiano

Foto: Victor Costa/River A.C.

O River Atlético Clube divulgou nota, na manhã desta quinta-feira (30), comunicando a demissão do técnico Márcio Goiano. O auxiliar Edson Miolo também deixa o cargo. 

A decisão foi tomada horas depois do River ser derrotado pelo Parnahyba por 1 a 0, fora de casa, pelo Campeonato Piauiense - o tricolor é o lanterna da competição. 

Goiano deixa o Galo após cinco jogos sem vencer em 2020: derrota em amistoso para o Sampaio Corrêa (3 a 2), empate com o Náutico na Copa do Nordeste (1 a 1), e duas derrotas e um empate no Campeonato Piauiense (2 a 1 para Picos, 1 a 0 para o Parnahyba e 1 a 1 com o Piauí). 

José Roberto, treinador das categorias de base, assume o time interinamente e comandará o Galo na partida com o CSA (AL), neste sábado (1º), pela Copa do Nordeste. O jogo acontecerá no estádio Albertão, às 16h. O técnico comandou o River na Copa São Paulo de Futebol Júnior e ajudou o Galinho a ser o primeiro time do Piauí a passar de fase no torneio. 

A demissão significa uma mudança de rumos no que havia declarado o gerente de futebol, Mazinho Patrão. Na noite de quarta-feira (29), após a derrota para o Parnahyba, ele afirmou que Márcio Goiano continuaria no cargo. 

Veja a nota do River:

NOTA OFICIAL - MÁRCIO GOIANO

O River Atlético Clube comunica o desligamento do treinador Márcio Goiano do comando técnico do clube. Além dele, o auxiliar técnico Edson Miolo também deixa o cargo.

Agradecemos os trabalhos do treinador e de seu auxiliar e desejamos boa sorte na sequência de suas carreiras.

River decide manter treinador após derrota para o Parnahyba

Foto: Victor Costa/River AC

Atualizada às 12h51

Mesmo com a derrota de ontem por 1 a 0 para o Parnahyba, fora de casa, a diretoria vai manter o treinador Márcio Goiano no comando do River e buscar encontrar os problemas que fazem o time não vencer no início da temporada 2020. 

A confirmação foi dada pelo gerente de futebol do Galo, Mazinho Patrão, na noite de quarta-feira (29), logo após o jogo. A informação foi publicada pelo site Globo Esporte e reconfirmada na manhã desta quinta-feira (30) pelo blog Na Esportiva, para o Cidadeverde.com. 

No entanto, mudanças de rumo nas próximas horas não estavam descartadas. No início da tarde, a demissão do treinador foi confirmada

A delegação do River voltou de Parnaíba durante a madrugada. O Márcio Goiano deixou o estádio Pedro Alelaf sem conceder entrevista. 

São cinco jogos sem vencer em 2020: derrota em amistoso para o Sampaio Corrêa (3 a 2), empate com o Náutico na Copa do Nordeste (1 a 1), e duas derrotas e um empate no Campeonato Piauiense (2 a 1 para Picos, 1 a 0 para o Parnahyba e 1 a 1 com o Piauí). 

O time irá se reapresentar na tarde desta quinta-feira.

O River fará um último treino na manhã de sexta-feira (31) e irá se concentrar para o jogo de sábado (1º), contra o CSA-AL, pela Copa do Nordeste. A partida está marcada para 16h, no estádio Albertão, em Teresina (PI). 

Com gol de pênalti, Parnahyba vence e amplia jejum do River em 2020

Foto: River AC

No primeiro jogo em casa no Campeonato Piauiense, o Parnahyba derrotou o River por 1 a 0 e conquistou sua primeira vitória no torneio. O resultado da noite desta quarta-feira (29), no estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba, amplia o jejum de vitórias do Galo na temporada. 

O Parnahyba, que já havia acertado a trave com Vitinho, abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo. Juninho Arcanjo cobrou pênalti, o goleiro Mondragon caiu no canto certo e quase defende, mas não impediu a abertura do placar.  

No segundo tempo, o técnico Márcio Goiano fez mudanças no time, mas os ataques do Galo esbarraram nas mãos do goleiro Antônio João. 

O Parnahyba chegou aos 4 pontos e assumiu a quarta posição do Campeonato Piauiense - pontuação igual a do Flamengo, que leva a melhor no saldo de gols (0 contra -1).

O River caiu para a lanterna do torneio, com 1 ponto em três jogos disputados - mesma pontuação do Timon, que vence no número de gols marcados (4 contra 2). São cinco jogos sem vencer em 2020: derrota em amistoso para o Sampaio Corrêa (3 a 2), empate com o Náutico na Copa do Nordeste (1 a 1), e duas derrotas e um empate no Campeonato Piauiense (2 a 1 para Picos, 1 a 0 para o Parnahyba e 1 a 1 com o Piauí). 

No domingo (2), o Parnahyba fará seu terceiro jogo em Teresina (PI) neste 2020. O adversário será o Piauí, no Lindolfo Monteiro. 

Pelo Campeonato Piauiense, o River só volta a jogar no dia 19 de fevereiro, quando receberá o 4 de Julho, no Albertão. Antes, o Galo jogará nos dias 1º e 8 com CSA e América-RN, pela Copa do Nordeste, e dia 5 de fevereiro com o Bahia, pela Copa do Brasil. 

Com 10 em campo, goleiro pega pênalti e Altos vence Piauí de virada

  • altos-piaui-29-01-20-5.jpg Foto: Luís Júnior/A.A.Altos
  • altos-piaui-29-01-20-4.jpg Foto: Luís Júnior/A.A.Altos
  • altos-piaui-29-01-20-3.jpg Foto: Luís Júnior/A.A.Altos
  • altos-piaui-29-01-20-2.jpg Foto: Luís Júnior/A.A.Altos
  • altos-piaui-29-01-20-1.jpg Foto: Luís Júnior/A.A.Altos

A Associação Atlética de Altos sofreu um gol no primeiro tempo, teve um jogador expulso na etapa final, mas conseguiu fazer o que o torcedor mais otimista talvez não acreditasse ser possível: virou o jogo, com direito a goleiro defendendo pênalti, e derrotou o Piauí por 2 a 1. 

O feito da tarde desta quarta-feira (29), no estádio Felipe Raulino, em Altos (PI), manteve o Jacaré com 100% de aproveitamento no Campeonato Piauiense. O time reassumiu a liderança do torneio, com 9 pontos, enquanto o Piauí estacionou nos 2. 

O Altos pode se isolar ainda mais na liderança, no próximo sábado (1º), se vencer o vice-líder Picos. Mas o jogo é fora de casa, e uma derrota custará a primeira posição ao Jacaré. 

No domingo (2), o Piauí tentará sua primeira vitória contra o Parnahyba, às 17h, no Lindolfo Monteiro, em Teresina (PI). 

Pênaltis decidem a partida
O Piauí abriu o placar aos 38 minutos do primeiro tempo, com gol de Matheus Guedes. 

No início da etapa final, Fernando Tonet sofreu uma baixa na zaga. Leandro Amorim fez falta dura e foi expulso, deixado o Altos com 10 jogadores em campo. 

Mesmo com o cenário adverso, o Jacaré conseguiu o empate. Aos 30 minutos do segundo tempo, o lateral Tiaguinho fez seu gol e manteve o Altos vivo na partida. 

O Piauí teve a chance de vencer, aos 38 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti. Mas o goleiro Rodrigo Ramos defendeu o chute de Matheus Guedes.

No minuto seguinte, a arbitragem marcou falta na grande área a favor do Altos. Jânio Daniel cobrou e fez seu segundo gol de pênalti no campeonato: 2 a 1.

Posts anteriores