Cidadeverde.com

Sarah Menezes não é favorita; Por isso, vote

Nunca considerei Sarah Menezes favorita ao prêmio de melhor atleta do ano, e explico:

1) Poliana Okimoto ganhou 9 de 11 etapas mundiais de maratonas aquáticas, além de ter ido ao pódio no Mundial de Deportos Aquáticos, que teve várias provas transmitidas em TV aberta. A exposição de mídia foi bem maior que a da Sarah, cujo bicampeonato mundial não foi mostrado nacionalmente nem em TV fechada;

2) César Cielo é favorito disparado no masculino, e há campanha para votação casada de Cielo e Okimoto;

3) A presença de Natália Falavigna, do Taekwondo, só divide os votos das artes marciais entre ela e Sarah Menezes;

Por isso eu digo que independente dos rumores de que a Sarah estaria liderando a votação, quem quer que ela ganhe não pode parar de votar. Poxa, todas merecem, mas vamos dar esse presente de fim de ano para a garota que nos enche de orgulho, não é verdade?

Para completar: eu temo que essas declarações da Poliana Okimoto acirrem os ânimos. Ela foi infeliz, e suas palavras já vão lhe deixar em saia justa no dia da entrega do prêmio. Já vi muitas vezes o povo piauiense se irritar, condenar, exaltar os ânimos demais. Mas quem quer que a Sarah seja eleita não pode perder tempo fazendo campanha contra adversárias.

Também é preciso entender que outras pessoas podem preferir votar em outra pessoa, mesmo no Piauí. O pessoal do Taekwondo, por exemplo, faz campanha pela Natália. Para eles é melhor ter um ídolo nacional na sua modalidade ajudando a trazer mais atletas, e ninguém deve condenar isso.

Poliana Okimoto critica campanha por Sarah e diz que votação é injusta

O texto abaixo foi publicado no dia 11 no blog da nadadora Poliana Okimoto, que disputa com a taekwondista Natália Falavigna e a judoca piauiense Sarah Menezes o título de melhor atleta do ano:



11/12: Premio Brasil Olimpico-Votação popular, justo ou injusto????

Hoje recebi um telefonema que me deixou muito triste e indignada!!
O assunto? Votação do Premio Brasil Olimpico.
Acho que muita gente pode discordar, mas na minha opinião, um premio tão importante como este não deveria ser decidido somente em voto popular. Principalmente pelo fato, de ser possivel, votar quantas vezes quiser.
Este premio deve ser a coroação de um trabalho, muitas vezes de anos e anos.É um premio que todos nós atletas almejamos alcançar.
Da forma em que está, irá levar o premio aquele atleta que conseguiu mobilizar o maior numero de votos!
Segundo este meu telefonema, até governador esta metido na campanha.É um absurdo!
O COB deve tomar cuidado para que não haja injustiças, até para que o premio não perca credibilidade.
Mas enfim, que vença o melhor, ou melhor,(infelizmente) que vença a melhor campanha!!!

Poliana Okimoto

Isso rendeu matéria da Folhapress (agência de notícias da Folha de São Paulo) com o título "Campanha do Piauí para que Sarah Menezes leve prêmio do COB provoca polêmica". A polêmica, ao meu ver, não é a campanha, e sim o meio de escolha da melhor atleta do ano. Que culpa tem a Sarah de ser a principal atleta de um estado carente de ídolos e conseguir uma mobilização em torno de sua pessoa? Campanha, qualquer um pode ter.

Poliana Okimoto deve esfriar a cabeça como a inteligente Natália Falavigna, que em Teresina disse não se preocupar com a disputa e pensa mais na indicação já como um prêmio por tudo o que aconteceu em 2009.

A nadadora tem seus méritos, e em uma eleição técnica levaria vantagem sobre a piauiense - seus títulos são no sênior, e bicampeonato mundial de Sarah ainda foi júnior. Mas, a votação é popular. E se um Estado de três milhões de habitantes faz campanha, há uma confederação de desportos aquáticos também mobilizada em elegê-la ao lado do nadador César Cielo, e com maior alcance que os veículos do Piauí e a voz do governador Wellington Dias.

E antes que leiam a matéria da Folha e me perguntem sobre a citação de que Sarah estaria ganhando a votação, recebi informação não oficial disso na semana passada, e tenho motivos para duvidar e pedir que todos continuem votando. Mas isso merece outra postagem por aqui.

Severino Filho e Milton Neves

A enciclopédia viva do futebol piauiense foi entrevistada para o site do jornalista mineiro.

Pela contribuição nacional para a memória do futebol brasileiro, a lembrança é mais que merecida.

Veja aqui!

Flamengo e Lula: tinha que render piada

Foto: José Cruz/ABr


Lula ganhou a camisa personalizada do campeão brasileiro na visita do time em Brasília. Corinthiano declarado, não quis vestir. E ainda brincou com Adriano.

- Não fica muito do meu lado. Você é muito alto. Vou parecer muito baixinho nas fotos.

E pareceu mesmo. E disse que vai ser o próximo reforço do Flamengo...

José Alencar, nosso vice-presidente, quis filosofar...

- Sabe por que o Flamengo é preto e vermelho? Preto é carvão, é energia, e vermelho é fogo, que é um símbolo da energia. O Flamengo é forte.

Entendeu aí?

E o presidente da República ainda parabenizou a presidenta eleita do Flamengo, Patrícia Andrade.

- É bom ter mulheres no poder.

Será que ele quis dizer outra coisa com isso?

Para completar, o time que visitou o Lula, não falou com a torcida, e foi embora vaiado.

Que lance! Cesta do outro lado da quadra

Lance raro em qualquer partida. Este foi no começo do mês, em jogo da universidade Northeastern contra Wright State, em Boston, nos Estados Unidos.

Faltavam quatro segundos para o fim. Empate em 67 a 67, jogo indo para a prorrogação. Chaisson Allen pega o rebote, arremessa do meio da quadra, e...

Preste atenção também na comemoração dos jogadores, que derrubam a mascote do time duas vezes. Depois, ela nem quis mais comemorar.



Hora do mico: Coca-Cola estranha no Japão

Viajar para onde não se fala o idioma e não se conhece todos os costumes é se candidatar a mico.

Os judocas da seleção brasileira que disputaram o Grand Slam de Tóquio no último fim de semana tiveram o prazer de serem surpreendidos onde menos esperavam: no McDonalds.

A rede de lanchonetes é a favorita da turma que teme encarar restaurantes e acabar comendo o que não quer.

Com um grupo de judocas do Exército e Marinha que também estão no Japão, o técnico da judoca Sarah Menezes, Expedito Falcão, foi para a lanchonete. Um capitão do Exército e ele fizeram os pedidos primeiro.

- Eu recebi o meu, e achei estranho aquela Coca-Cola, estava meio quente. Quando fui ver direito, era café!

Expedito e o capitão, claro, trocaram o café por refrigerante. E, segundo o treinador, não foi erro da garçonete. É hábito japonês comer sanduíche com café.

Eu, hein!

É o Fred, é o Fred, é o Fred, é o Fred...

Você que já não aguenta mais ouvir o Funk do Pet, prepare-se para o novo hit da torcida do Fluminense:


Tenho medo, muito medo. Ando tendo pesadelos com jogador mudando de apelido, ou direção de clube usar monossílabo com a letra E como critério para contratar atacante...

Grand Slam de Judô no Brasil em maio

A Federação Internacional de Judô divulgou seu calendário para 2010. Férias em março para todo mundo.

O Brasil continuará sede de um dos Grand Slams do ano, que agora será realizado em maio, dias 22 e 23, no Rio de Janeiro.

Ao invés da Copa do Mundo de Belo Horizonte, torneio que acompanhava o Grand Slam do Brasil, acontecerá a Copa do Mundo de São Paulo, dias 20 e 30 de maio.

Os outros Grand Slams serão em Paris (fevereiro), Moscou (Julho), e Tóquio (dezembro).

Sarah Menezes se machucou? Relaxa, vai ficar tudo bem


Olha ela aí no pódio com o checão. Nem parece que se machucou...

Antes que o pessoal comece a ficar nervoso com a lesão da Sarah e possibilidade de cirurgia: não foi nada anormal. Esporte de auto-rendimento te leva a esses riscos, e que bom que nossa judoca não sofreu uma contusão grave.

Sim, lesão no menisco, pelo menos da forma como a comissão técnica informou que pode ter ocorrido, é bem mais simples de se resolver. Com uma cirurgia de artroscopia, ela vai para casa no mesmo dia e se recupera em um mês, ou menos.

Isso não é suficiente para tirar a bicampeã mundial júnior da seleção brasileira, por exemplo.

Todos os torcedores devem ter ficado preocupados com a notícia de contusão, mas vão por mim: não há motivo para alarde. Em breve ela derruba essa dorzinha chata, que mais incomoda do que machuca, e volta a derrubar todo mundo por aí.

Sarah é bronze no Grand Slam de Tóquio!

AFP

Sarah vence a belga Charline Van Snick nas quartas-de-final

As previsões se confirmaram.

Sarah venceu a holandesa por Ippon com metade do tempo de luta. A húngara acabou não aparecendo para a revanche de 2008, e a piauiense venceu a adversária belga, também por Ippon.

O problema era o Japão. Era a líder do ranking. Vitória para Tomoko Fukumi, que acabou com o título. O que ninguém esperava era que Sarah Menezes se machucasse na competição, e nem disputasse a semifinal. Uma pena.

Mas vamos fazer as contas: em sete categorias, todas as medalhas de ouro foram do Japão. Na categoria de  Sarah Menezes, ouro, prata, e bronze foram japoneses. A outra medalha de bronze foi brasileira, foi piauiense.

Muitos pontos no ranking mundial e 1.500 dólares de prêmio no bolso. Parabéns para a Sarah Menezes. Em janeiro, ela estará no torneio dos 16 melhores do mundo em 2009.

Assim como Leandro Guilheiro (até 81kg) ontem, Érika Miranda (até 52kg) também levou bronze. Walter Santos (acima de 100kg) ficou em quinto. Foram os melhores resultados do Brasil no torneio.

Posts anteriores