Cidadeverde.com

Já sabe o grupo do Piauí na Copa São Paulo? Veja aqui

O sorteio da Copa São Paulo de Futebol Júnior colocou o Piauí Esporte Clube no Grupo X, com sede em São Paulo. Não me lembro de equipe piauiense que tenha jogado a competição na capital em anos anteriores.

O Grupo X tem ainda Nacional/SP, Botafogo/RJ, e Desportiva/ES.

Há novidades curiosas na Copinha, como um time da Arábia Saudita no Grupo P, o mesmo de Paulínia/SP, Remo/PA, e Atlético/PR. Há outro da África do Sul no Grupo F, o mesmo do Fluminense/RJ.

No Grupo S, em Taubaté, o Flamengo/RJ terá entre seus adversários o Sport Club Shallon/RO.

Aliás, os grandes do Rio de Janeiro estão todos confirmados, depois de alguns anos de ausência em função do torneio ter sido tomado por empresários e clubes nunca vistos. Enfim...

A inscrição dos 30 atletas por clube, nascidos entre 1991 e 1994, termina dia 30 de novembro. No congresso técnico, dia 2 de janeiro, cinco nomes deverão ser cortados. O jogo de abertura será no dia 3.

Parnahyba lançará campanha para reerguer seu próprio estádio

Após visita de conselheiros no último fim de semana às obras do Centro de Treinamento, a diretoria do Parnahyba Sport Club anunciou que lançará campanha junto aos torcedores. A intenção é obter material de construção para reerguer o estádio Petrônio Portella, também chamado de "Internacional", que é de propriedade do clube.

O Parnahyba é o único clube de futebol do Piauí com estádio próprio, que não pertence à Prefeitura ou Governo do Estado.

Quem quiser, já pode ajudar doando material em Parnaíba no local das obras. Os torcedores e colaboradores terão seu nome registrado pela diretoria em futura homenagem do Tubarão durante a reinauguração do espaço.

Um blog "na esportiva"

Era um garoto que aprendia a nadar na piscina do River Atlético Clube - sim, nas escolinhas que existiam no final dos anos 80, início dos anos 90... Já faz um tempinho...

Certo tempo queria nadar como o Gustavo Borges. Também queria ter a força do Aurélio Miguel, sacar como o Marcelo Negrão, jogar como o Raí... Na impossibilidade disso tudo ao mesmo tempo, o curso de Publicidade ficou de lado, e o jornalista surgiu.

Foi como jornalista que percebi poder fazer muito mais que imitar meus ídolos de infância. Poderia falar de todos eles. E hoje narro a força da Sarah Menezes, a velocidade da Moema Sales e do Lauro Wilson Filho nas piscinas, e da Fernanda Araújo e tantos outros nas pistas, a resistência do maratonista José Teles, a agilidade das promessas do Badminton, o esforço dos que praticam Futsal, Vôlei, Handebol, e tantas modalidades no Piauí.

E só a Internet para suportar minha fome por esportes. Antes mesmo de me formar na Universidade Federal do Piauí, já vivia pelas quatro linhas, e escrevia bem mais que isso no jornal O Dia, onde fui estagiário, repórter, e editor de esportes. As matérias sobravam, muitas nunca foram publicadas.

E o blog surge para saciar essa fome, e fazer valer todos os e-mails que ainda recebo com fotos, sugestões de notas e pautas, pedidos de atletas e técnicos para que divulgem suas competições. Dá um aperto no peito não transformar tudo em matérias, mas o novo espaço poderá dar conta disso. Afinal, vamos trabalhar isso de forma diferente.

Textos rápidos, com bom humor. Vamos tentar levar quase tudo na esportiva - afinal, é preciso tratar de coisas sérias também. E falar só de competição não dá. Os bastidores, os momentos inusitados, e o mundo que vive esporte: música, cinema, política, economia, saúde... O leitor perceberá que o esporte vai muito além de vitórias e derrotas.

Aos que cobraram, obrigado pela insistência. Rafael Solano, valeu pela arte. Mateus Pontes, obrigado pela dedicação no trabalho de web. E vamos seguir a vida, na esportiva.

Posts anteriores