Cidadeverde.com

Nadadores quebram 3 recordes no Campeonato Teresinense; AABB é campeã

  • teresinense-natacao-2019-1.jpg Arquivo pessoal
  • teresinense-natacao-2019-2.jpg Arquivo pessoal
  • teresinense-natacao-2019-3.jpg Arquivo pessoal
  • teresinense-natacao-2019-4.jpg Arquivo pessoal
  • teresinense-natacao-2019-5.jpg Arquivo pessoal

A Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), foi a vencedora do Campeonato Teresinense de Natação, disputado no último fim de semana, na sede do clube, em Teresina (PI). O torneio contou com a quebra de três recordes estaduais. 

A AABB conquistou 53 medalhas de ouro - 108 no total. Em segundo lugar ficou a União dos Servidores Municipais de Teresina (USM), seguida pela AquáticaTri. 

Destaque no torneio para Joabe Carvalho, da AquáticaTri e medalhista de bronze na última Copa Pacífico, no Peru. O nadador de 14 anos quebrou os recordes dos 50 e 100 metros  nado peito. (30.83 e 1.08.79 respectivamente). 

Lucas Emanuel Torres, de apenas 10 anos, também quebrou o recorde dos 100 metros nado peito na sua faixa etária (1.38.60). 

Joabe Carvalho ainda levou o troféu eficiência no masculino. No feminino, houve empate entre Aliny Amorim, Maria Heloisa Silva, Maria Rebeka e Eduarda Kamilly Carvalho. 

Vinícius Gabriel Silva e Maria Eduarda Viana, ambos da AABB e campeões dos 50 metros livre, foram os atletas de melhor índice técnico. 

Veja os resultados de todas as provas

Medalhas no Ceará
Nadadores do Piauí disputaram, no fim de semana, o Festival Cearense de Águas Abertas. Maria Eduarda foi campeã na categoria Juvenil 1 e segunda colocada no geral. Ketley Cindy foi ouro na categoria Petiz 2 e a terceira  no geral. e João Neto foi o terceiro colocado na categoria Sênior C. Todos são atletas da AquáticaTri.

Piauí domina revezamentos, conquista 12 ouros e é vice-campeão no Norte-Nordeste de Atletismo

  • norte-nordeste-atletismo-2019-28.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-27.jpg Arquivo pessoal
  • Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-26.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-25.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-24.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-23.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-22.jpg Arquivo pessoal
  • Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-21.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-20.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-19.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-18.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-17.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-16.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-15.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-14.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-13.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-121.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-12.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-11.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-10.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-9.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-8.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-7.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-6.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-5.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-4.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-3.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-2.jpg Arquivo pessoal
  • norte-nordeste-atletismo-2019-1.jpg Arquivo pessoal

Atualizada às 20h01

A delegação do Piauí conquistou 25 medalhas e o segundo lugar geral no Troféu Norte-Nordeste de Atletismo, disputado neste fim de semana, em Recife (PE). 

Mais uma vez, o estado ficou atrás apenas de Pernambuco na classificação geral. Foram 12 medalhas de ouro (5 a menos que Pernambuco), 10 de prata e 7 de bronze. 

O destaque da delegação foi Lia Raquel, que levou o troféu de melhor atleta do torneio. Ela foi campeã nos 200 e 400 metros rasos e ainda ajudou o Piauí a levar ouro nos revezamentos 4x100m e 4x400m. 

Aliás, o Piauí ganhou todas as provas de revezamento: 4x100m e 4x400m masculino e feminino. 

Classificado para o Pan-Americano Sub-20, Luís Fábio Rodrigues ganhou as provas do arremesso de peso e lançamento do disco. 

Em duas provas, o pódio foi todo de piauienses. No lançamento do dardo, o ouro ficou com Francisco Kaio, a prata com Luís Fábio e o bronze com Carlos Eduardo. Os três foram revelados na escola municipal João Emílio Falcão, zona Sul de Teresina. 

A outra prova com pódio piauiense foi a dos 400 metros rasos: ouro com Marcos Vinícius, prata para Evandro José e bronze com João Henrique. 

A piauiense Letícia Lima, competindo agora pelo Ceará, foi campeã nos 100 metros rasos. 

O medalhista olímpico Bruno Lins, alagoano que compete pelo Piauí, foi campeão nos 200m (21.12 - novo recorde do torneio) e ajudou no ouro do 4x100m (41.48).  

Troféu Norte-Nordeste de Atletismo 2019

OURO - 12 medalhas
200m - Bruno Lins Tenório e Lia Raquel
400m - Marcos Vinicius da Silva e Lia Raquel
800m - Suynayra Gomes
Arremesso do Peso - Luís Fábio Rodrigues
Lançamento do Disco - Luís Fábio Rodrigues
Lançamento do Dardo - Francisco Kaio Costa
Revezamento 4x100m - Bruno Lins, Bryan Alan, João Henrique Falcão e Jefferson Cerqueira (M) / Lia Raquel, Lara Beatriz, Franciele da Silva e Eline Eduarda (F)
Revezamento 4x400m - Evandro Rodrigues, Augusto César, João Henrique Falcão e Marcos Vinícius da Silva (M) / Lia Raquel, Lara Beatriz, Suynayra Gomes e Eline Eduarda (F). 

PRATA - 10 medalhas
100m
- Bruno Lins Tenório e Lara Beatriz
110m com barreira - Anderson da Rocha
400m - Evandro Rodrigues
400m com barreiras - Eline Eduarda
3000 com obstáculos - Maria Regina
Lançamento do Dardo - Luís Fábio Rodrigues e Maria da Paz
Salto com Vara - Angelany Lopes
Salto Triplo - João Vitor Ferreira

BRONZE - 7 medalhas
110 com barreiras
- Allyson Gustavo Andrade
200m - João Henrique Falcão e Lara Beatriz
400m - João Henrique Falcão e Eline Eduarda
400m com barreiras - Alysson Gustavo
Lançamento do Dardo - Carlos Eduardo Pereira

Copa Cidade Verde: zagueiro de 12 anos joga dias depois da morte do pai

Fotos: Letícia Santos/Cidadeverde.com

A última partida da fase de grupos da Copa Cidade Verde de Futebol Sub-13 foi marcada por momentos de emoção. A Escolinha do Bebeto venceu o Esplanada por 2 a 0 e dedicou o resultado ao atleta Kauan Cristian, que entrou em campo dias depois de perder o pai.

O jogo de ontem (28) no estádio municipal Lindolfo Monteiro foi o único desta fase que contou com um minuto de silêncio antes da bola rolar. O homenageado foi Wallison Dias, pai de Kauan, falecido no início desta semana. Conhecido como Lalá, ele chegou a jogar como zagueiro no Sub-18 do Esporte Clube Flamengo.

Kauan, 12 anos, também é zagueiro. Com a camisa 3, disputou os dois tempos de 25 minutos de partida. Ao final, se juntou com os colegas para comemorar, com a torcida, a vitória e a classificação para as oitavas de final. 

Antes do jogo, não foi fácil. O treinador Marcondes Lopes, o Bebeto, falou dos momentos difíceis que antecederam a partida. Kauan não só jogou como treinou durante a semana e foi homenageado pelos colegas de time. 

- O garoto perdeu o pai e tivemos que ser a segunda família dele, e falar para ele que a vida vai continuar, que Deus colocou o pai dele em um bom lugar.

 

Bebeto disse que acompanha o crescimento de Kauan desde quando o garoto tinha 7 anos de idade. O treinador recorda que Lalá acompanhava o filho em todos os jogos, era peladeiro e orientava o garoto na iniciação no esporte. 

- Durante o jogo ele falou pra mim que quis fazer uma jogada que o pai dele sempre falava para ele, que é sair pela linha de fundo com calma. Aquilo alí me doeu muito porque ele começou a chorar. Ele disse que quando está com a bola, vê a imagem do pai dele. É triste. 

Os dois gols do jogo foram do camisa 10, Everton "Pitbull", que se isolou na artilharia da Copa Cidade Verde com 8 gols e dedicou a vitória ao pai de Kauan. 

- A gente decida essa vitória ao nosso querido amigo, o pai do Kauan, que está no céu agora. E que Deus conforte o coração da família dele. 

As oitavas de final começam nesta segunda-feira (1º). A Escolinha do Bebeto só volta a jogar na quinta-feira (4), contra a AABB. 

OITAVAS DE FINAL

01/07 - Segunda
17h - Escolinha Fla x Dirceu I
18h - Boca Juniors x Piauí

02/07 - Terça
17h - River x Rei dos Reis 
18h - Promorar x Barreirinha

03/07 - Quarta
17h - Fundação Garra x Esplanada
18h - Flamengo x Monaco 2D

04/07 - Quinta
17h - Park Real x Fluminense
18h - AABB x Escolinha do Bebeto

Atletas usam Teresinense de Natação para melhorar marcas antes do Norte-Nordeste

Foto: Letícia Santos/Cidadeverde.com

A Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de Teresina (PI) sedia, neste fim de semana, o Campeonato Teresinense de Natação. As provas acontecem em piscina de 25 metros neste sábado (29), pela manhã e tarde, e no domingo (30) pela manhã. 

O torneio é o mais importante no Piauí no primeiro semestre e serve para atletas que treinaram ao longo dos últimos meses avaliarem seus desempenhos visando as próximas competições de 2019.

Muitos cairão na piscina para melhorar seus tempos antes da Copa Norte-Nordeste de Clubes, que acontece no fim de julho, em Recife (PE).  

Entre os que estão de olho no evento em Pernambuco está Vinicius Gabriel Silva, atleta da AABB, que quer aproveitar o Teresinense para nadar os 50 metros livre na casa dos 22 segundos antes do Norte-Nordeste. 

Piauiense representa Nordeste em Simpósio de Karatê do Exército

Terminou nesta sexta-feira (28), no Rio de Janeiro, o Simpósio de Karatê do Exército. O piauiense Andrade Neto, faixa preta 5º Dan e militar do 25º Batalhão de Caçadores (25º BC), participou do evento durante toda a semana. O simpósio teve como objetivo preparar a inclusão do esporte nos Jogos Militares do próximo ano, bem como o corpo de tropa que irá competir no evento nacional, e reunir atletas de alto-rendimento que integrarão as equipes de karatê do Exército.

De "danado" na escola a revelação do atletismo: conheça a história de Luís Fábio

Fotos: Letícia Santos/Cidadeverde.com

Quando era criança, Luís Fábio da Cruz Rodrigues jogava pedras em árvores na tentativa de caçar passarinhos. E que me perdoem os ambientalistas, mas isso pode ter ajudado - e muito - no surgimento de um dos atletas mais promissores do esporte piauiense. 

Os movimentos para lançar pedras ao alto contribuiram para o desenvolvimento motor de Luís Fábio, que hoje só caça medalhas. Agora com 18 anos, o atleta aprimora a habilidade desenvolvida na infância para voar alto no esporte. 

O jovem do bairro Santo Antonio, zona Sul de Teresina, é vice-campeão sul-americano sub-20 no arremesso de peso, no qual joga uma bola bem mais pesada que as pedras usadas na sua aventura inocente durante a infância: 6kg. 

Neste fim de semana, o peso da bola de metal será de 7kg. Luís Fábio embarcou no início da tarde desta quinta-feira (27) para o Troféu Norte-Nordeste Adulto de Atletismo. Hoje, ele se destaca entre os 29 nomes da delegação piauiense que competirá em Recife (PE).

Luís Fábio é o único atleta do Piauí convocado para o Pan Sub-20, que acontecerá em julho, na Costa Rica. Será apenas a segunda viagem internacional de sua vida - a primeira foi para a Colômbia, onde conquistou a prata do sul-americano, neste mês de junho. 

Mas para chegar aos resultados de hoje, o caminho foi longo - e não haveria de ser diferente. 

- Eu estava desandando na escola. Eu vi o professor dando aula de salto em altura. Eu nunca nem tinha ouvido falar em atletismo, não era muito ligado em esporte... Ele sempre me olhava estranho, porque eu não era um bom aluno. Cheguei pedindo para treinar e ele me deu essa oportunidade. 

Nas aulas de atletismo, o professor Alberto Sobrinho descobriu que salto em altura não era a melhor habilidade de Luís Fábio. O jovem surpreendeu no arremesso de peso e também evoluiu no arremesso do disco. Em seu primeiro Troféu Norte-Nordeste, em 2015, o atleta estreou com um sétimo lugar. 

O crescimento foi gradativo, mas em 2017, quando se tornou campeão brasileiro, Luís Fábio percebeu que realmente levava jeito para o esporte. 

- Eu só queria ir porque achei interessante, mas pensava: não vai dar em nada. Acabei que evoluí tanto na escola, nunca mais quis saber de reprovar. (...) Evoluí também no meu condicionamento físico, minha saúde melhorou, e me descobri como um verdadeiro atleta. 

A partir de então, o sonho ficou maior. Luís Fábio batalhou até conquistar sua primeira medalha internacional.


Luís Fábio e a medalha de prata conquistada ma Colômbia - a primeira dele fora do Brasil

Reviravolta na escola
Luís Fábio visitou, nesta semana, a escola municipal João Emílio Falcão, onde sua aventura esportiva começou. Fez questão de levar para todos a medalha de prata conquistada na Colômbia.

O garoto "danado" virou exemplo. 

- Eu já mudei lá mesmo. Em 2015, mudei totalmente. Lá eu fui criado, lapidado. Lá me deram uma estrutura. Quando eu ia viajar, as professoras mesmo faziam uma vaquinha, me ajudavam a viajar. E a diretora foi meio que uma psicóloga pra mim. Sentava comigo, me ajudava: "Tá com problema familiar? Sente aqui, vamos conversar". 

 

 

Treino interrompido por peladeiros
O sucesso recente no esporte não mudou a rotina de Luís Fábio, que treina no campo de futebol do bairro às 14h30. Com poucos recursos para o transporte, a pista de atletismo da Universidade Federal do Piauí (UFPI) é visitada por ele com pouca frequência. 

O campo de futebol é mais próximo de sua casa e serve também para outros alunos do treinador Alberto Sobrinho, que correm, lançam dardos, arremessam... O chão batido, eles aprimoram a técnica - o que podem fazer em qualquer área com espaço suficiente. 

O horário parece ingrato - e é. 

- Só dá tempo comer, banhar, sentar um poquinho, responder alguém no Whatsapp e vir treinar. 

Mas esse horário tem razão de ser. A turma do futebol chega quando o sol começa a castigar menos. Os peladeiros tomam conta do campo sem fazer cerimônia.  

- Quatro, quatro e meia no máximo, a galera do futebol tá chegando e a gente tem que vazar.   

Luís Fábio não reclama de nada. Todas as respostas do atleta são acompanhadas do sorriso de quem já aprendeu a lidar com todas as dificuldades que surgirem. 

Sucessor de Darlan Romani?
Ciente do seu potencial, o piauiense sonha com os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. 

Para isso, Luís Fábio sonha em alcançar as marcas obtidas pelo catarinense Darlan Romani, 28 anos, atual recordista brasileiro. 

- É quase impossível eu pegar ele agora. É um atleta muito bom. Presenciei ele arremessando a marca de 22 metros, primeiro brasileiro a arremessar essa marca. 



Darlan Romani (Wagner Carmo/CBAt)

 

Com peso um quilo mais leve, Luís Fábio alcançou 18m88 no último Campeonato Brasileiro Sub-20. Até os 22 metros, há um longo caminho pela frente. 

O crescimento no arremesso de peso fez o piauiense começar a observar a carreira de Romani. Luís Fábio comparou seus resultados de quando o catarinense tinha sua idade e ficou otimista: já fez marcas melhores e quer continuar progredindo. 

- França 2024 eu creio. Se eu continuar nesse ritmo, 2024 é certeza. 

 

Badminton: Quatro piauienses são convocados para os Jogos Pan-Americanos de Lima

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Fabricio, Samia, Francielton e Jaqueline: convocados para o Pan

Ampliada às 15h14

A Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) divulgou, na tarde desta quinta-feira (27), a lista de convocados para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. 

Pela primeira vez, quatro atletas piauienses aparecem na relação para o evento multiesportivo, que acontecerá entre julho e agosto. 

Jaqueline Lopes Lima, Sâmia Lima e os irmãos Fabrício e Francielton Farias estão entre os oito convocados pelo técnico Marco Vasconcelos. 

Completam a lista Artur Silva De Pomoceno, Fabiana Silva, Tamires dos Santos e Ygor Coelho de Oliveira - representante do Brasil na Rio 2016. 

A seleção embarca para Lima no dia 24 e fará treinamentos até o dia 28 na capital peruana. O retorno ao Brasil será no dia 3 de agosto, após as competições de badminton. 

Veja a convocação por prova:

Simples Masculino: 
Artur Silva De Pomoceno, Francielton Farias e Ygor Coelho de Oliveira;

Simples Feminina: 
Fabiana Silva, Jaqueline Lopes Lima e Sâmia Lima;

Dupla Masculina: 
Fabrício Farias / Francielton Farias;

Dupla Feminina: 
Fabiana Silva / Tamires dos Santos; e Jaqueline Lopes Lima / Sâmia Lima;

Dupla Mista: 
Artur Silva de Pomoceno / Fabiana Silva; e Fabrício Farias / Jaqueline Lopes Lima.

A principal ausência na lista é o nome da carioca Lohaynny Vicente, representante do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Ela chegou a participar dos treinos da seleção brasileira em Teresina (PI), no início do ano. 

Momento histórico
A convocação de piauienses para os Jogos Pan-Americanos é inédita. Os nomes são os primeiros na lista desde a implantação do esporte em Teresina, na década passada. 

Jaqueline, Samia, Francielton e Fabrício foram formados no clube Joca Claudino e representam o Piauí em competições nacionais desde pequenos, ainda nas categorias de base. 

No ano passado, Jaqueline e Fabrício representaram o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, Argentina. Jaqueline conquistou medalha de bronze no evento. 

Federação estuda medidas para o futebol feminino do Piauí: "a gente está caindo"

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O crescimento da empolgação com o futebol feminino no Brasil após a participação da seleção na última Copa do Mundo retoma a discussão sobre a modalidade no país. 

No Piauí, o sucesso individual de Júlia Beatriz, Valéria e Adriana - jogadoras convocadas para seleções nacionais, contrasta com a realiade do próprio clube que as revelou. Neste ano, a Sociedade Esportiva Tiradentes não conseguiu sequer passar da fase de grupos da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. 

Procurei o presidente da Federação de Futebol do Piauí (FFP), Robert Brown, para que ele falasse sobre o assunto. O dirigente revelou conversas com o coronel Oseas Canuto, diretor do Tiradentes, e demonstrou sua preocupação com o futebol feminino.  

- Nós temos que repensar o futebol feminino também. Eu acho que a gente já esteve lá em cima, e a gente está caindo. 

Vale lembrar que em 2015 o Tiradentes ficou com o quarto lugar no Campeonato Brasileiro.

A FFP deve esperar a definição do campeão piauiense, no segundo semestre, para definir de que forma ajudará o representante no Campeonato Brasileiro. Se for o Tiradentes, o contato já foi feito. Caso outra equipe seja classificada, a federação irá buscar o diálogo com o clube, que tem autonomia nas decisões sobre sua participação no torneio.  

Antes disso, existem outras medidas cogitadas. A primeira é a criação de um departamento de futebol feminino na entidade. A outra é a criação de competições de base, que esbarra na possível falta de clubes para que os torneios aconteçam - havia expectativa para um torneio em 2019, mas as chances são pequenas. 

Ouça as declarações de Robert Brown no meu comentário desta quinta-feira (27) para o Cidade Verde Esportes 1ª Edição. 

Cori-Sabbá, Comercial e Oeirense se inscrevem na Série B do Campeonato Piauiense


Kamar, presidente do Cori-Sabbá, entrega pedido de inscrição da FFP

Na tarde desta terça-feira (25), mais três clubes efetivaram inscrição na Série B do Campeonato Piauiense 2019, que atingiu o mínimo de participantes para que a competição possa ser realizada. 

Comercial (Campo Maior), Cori-Sabbá (Floriano) e Oeirense (Oeiras) registraram pedido de inscrição no torneio, juntando-se a Fluminense (Teresina) e Picos, que fizeram o pedido ontem (24). 

O presidente do Cori-Sabbá, Anderson Kamar, foi pessoalmente até a sede da FFP para efetivar a inscrição. 

Com cinco equipes, a Federação de Futebol do Piauí (FFP) tem além do mínimo necessário para realizar o torneio, que dará duas vagas para a Série A de 2020. 

No entanto, todos os inscritos ainda devem comprovar estarem em dia com a FFP e apresentarem os laudos dos estádios onde pretendem disputar seus jogos. 

O prazo de inscrições termina no dia 1º de julho. Na mesma data, os laudos técnicos dos estádios devem ser apresentados e as taxas pagas. No dia seguinte, a FFP pretende realizar a reunião do conselho arbitral, que definirá o regulamento da competição. O início da Série B está previsto para 7 de setembro.

Futsal feminino do IFPI faz vaquinha para disputar a Taça Brasil

Reprodução/Instagram

Atual campeão piauiense de futsal feminino, o time do Instituto Federal do Piauí (IFPI), de Teresina, já sabe quem irá enfrentar na estreia na Taça Brasil de Clubes. A equipe só não sabe se irá viajar. 

Os jogos acontecerão em Lages (SC), a partir de 21 de julho, data da estreia contra o Celemaster (RS). Nos dias seguintes, o IFPI terá pela frente a APCEF (DF) e Female (SC). 

No entanto, a equipe ainda não tem recursos para disputar o torneio. Por conta disso, o time do IFPI criou uma vaquinha através da internet para conseguir a verba para viagem, hospedagem e alimentação na Taça Brasil. 

Acesse a vaquinha do IFPI

O técnico Sérvulo Fernandes falou com a Rádio Cidade Verde sobre a campanha e ressaltou a importância do torneio. 

- Nós estamos fazendo essa campanha em prol do futsal feminino piauiense participar do grupo da elite do futsal nacional. (...) Até o momento, a gente não conseguiu nenhuma ajuda para custear essa viagem. Por isso, estamos fazendo essa vaquinha online. 

Neste mês, o JES Futsal, campeão piauiense no masculino, desistiu de viajar para a Taça Brasil por falta de recursos. 

 

Posts anteriores