Cidadeverde.com
Esporte

Federação internacional anuncia revolução nas regras do judô

Imprimir
O judô, como é conhecido atualmente, passará por mudanças profundas a partir do ano que vem. A Federação Internacional de Judô (FIJ) anunciou uma série de medidas a serem testadas até o Campeonato Mundial do Rio de Janeiro, em agosto de 2013, que prometem gerar polêmica na modalidade. As novas regras vão desde novas punições até o Golden Score com tempo ilimitado. 

“Todas as propostas, feitas e aprovadas pelo Comitê Executivo da FIJ, são baseadas na opinião de muitos especialistas internacionais e entrarão em fase experimental do Grand Slam de Paris (fevereiro) até o Mundial do Rio (agosto)”, comunicou a entidade por meio de nota oficial.


A partir do ano que vem, o Golden Score não terá nenhum limite de tempo. Ou seja, caso a luta termine empatada no tempo normal, os atletas não terão nenhuma restrição no relógio para conquistar a primeira pontuação, que determina o vencedor. Com isso, a decisão nas mãos dos juízes (com bandeiras) está banida.

Juízes 

Em relação à arbitragem, as lutas de judô contarão somente com um juiz na área da luta. Os outros dois serão deslocados para fora do tatame – ficando responsáveis por acompanhar o combate em vídeo e interferindo, caso necessário, por meio de um ponto eletrônico com o árbitro principal.

Punições 

Outra mudança significativa foi em relação às punições (shidos), que não valerão mais pontos para o adversário. Antes, a partir da segunda punição, o oponente já era premiado com um yuko, além de wazari e ippon na sequência.

Mas a partir de agora, o atleta poderá receber até três shidos sem que seu adversário ganhe nenhuma pontuação. A quarta punição, no entando, resultará em sua desclassificação imediata (Hansoku-Make). Vale ressaltar ainda que número de shidos também será usado como critério de desempate.

Pegada na perna 

A partir de agora, qualquer tipo de ataque ou bloqueio com as mãos abaixo da cintura estão banidos. Antes, era possível que os judocas fizessem o ataque se o oponente estivesse com a pegada cruzada, mas agora qualquer tipo de técnica com a mão na perna não será mais permitida.

Pesagem 

Os judocas não terão mais que se pesar no mesmo dia da competição. A partir de agora, a pesagem acontecerá às 19h na véspera do dia das lutas, nos mesmos moldes do que acontece no boxe e no UFC. Com isso, os atletas poderão aparecer bem acima do limite da categoria na hora de lutar.

Novas ações passíveis de punição 

A FIJ também anunciou que uma série de medidas normalmente utilizadas pelos lutadores serão punidas com um shido, como: arrancar a pegada do oponente com as duas mãos, qualquer tipo de pegada cruzada sem um ataque imediato e abraçar o oponente para jogá-lo (abraço de urso).

Imobilização com tempo reduzido 

Para se conquistar o ippon, era necessário imobilizar o oponente por 25 segundos. Agora, serão necessários apenas 20 (10 segundos valerão um yuko e 15 valerão um wazari). O judoca também poderá dar continuidade à imobilização (Osaekomi) fora da área de luta se ele tiver começado dentro.


Fonte: IG
Imprimir