Cidadeverde.com
Esporte

Árbitro israelense leva bolada na mandíbula e morre

Imprimir

Após a morte, na última quinta-feira, do australiano Phillip Hughes, que levou uma “bolada fatal”, outro caso bastante parecido assombra o mundo do críquete. Neste sábado, na cidade de Ashdod, em Israel, durante um jogo válido pela última rodada da liga de verão do país, o árbitro israelense Hillel Oscar, de 55 anos, levou uma bolada na mandíbula durante uma partida da modalidade e acabou morrendo.

Hillel, que já foi praticante do críquete e capitão da seleção de Israel, ainda foi atendido no gramado. No entanto, já estava sem respiração em pulso. Hillel foi levado ao hospital Barzilai de Ashkelon, mas não resistiu.

- Estamos em estado de choque. Ele era um árbitro internacional, apitou em campeonatos europeus, em jogos em Israel e seu futuro estava à frente dele - disse Naor Gudker, Chefe da Associação de Críquete de Israel (ICA).

Segundo informações dos jogadores que participaram da partida ao "Canal 10", o incidente aconteceu quando um dos atletas rebateu com muita força, a bola desviou em um taco e acertou o rosto de Hillel Oscar, que não usava capacete protetor (na modalidade, os árbitros não usam a proteção por conta de que acidentes são considerados pouco prováveis para as entidades que regulam o esporte).


Fonte: Ahe

Imprimir