Cidadeverde.com
Últimas

Cajuína e opala do Piauí ganham selo e integram mapa de produtos certificados

Imprimir

A cajuína piauiense e as joias produzidas com as pedras de opala originárias do município de Pedro II (195 Km ao Norte de Teresina) integram, a partir de hoje (19), o Mapa das Indicações Geográficas do Brasil. 

Criado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o mapa tem como objetivo indicar a localização de procedência e garantir a qualidade dos produtos. Em todo o Brasil, 15 estados integram mapa e tiveram concedidos selos de qualidade a produtos tipicamente locais. 

A exemplo da cajuína e da opala de Pedro II, que possuem características únicas e modo de produção próprio no território piauiense, outros 37 produtos também estarão certificados por Indicação de Procedência (IP) e Denominação de Origem (DO). A primeira faz referência à forma única de fabricação de um produto em certa região, enquanto a segunda certificação diz respeito a características próprias do local de onde a matéria prima é extraída, como o clima. 

De acordo com o IBGE, o objetivo da criação do mapa e da concessão dos selos é garantir que o consumidor tenha certeza de adquirir um produto de qualidade pela sua procedência e com processo de fabricação diferenciado. Com isso, segundo o Instituto, busca valorizar a cultura local e incentivar atividades turísticas. 

A elaboração do mapa é fruto de uma parceria com o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). O mapa integra as informações referentes aos selos de qualidade e às garantias de procedência de produtos nacionais, chamados Selos de Indicação Geográfica, localizando as regiões de origem dos 39 produtos e serviços nacionais certificados. 

Clique aqui e veja o mapa completo.

Maria Romero (especial para o Cidadeverde.com)
[email protected]

Imprimir