Cidadeverde.com
Geral

Sindicato fará ato por falta de gratificação das chefias em distritos policiais

Imprimir

O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi) vai reunir os agentes de polícia e escrivães que são chefes de plantão, cartório e investigação em seus distritos policiais, capital e interior, em um ato no dia 09 de setembro, para reivindicarem a volta da gratificação de serviço. Os policiais denunciam que estão exercendo o cargo de chefia, mas estão sem receber pela função desde janeiro. 

De acordo com o presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior, a insatisfação dos policiais é maior porque os colegas que exercem essas funções nas delegacias especializadas e nas gerências da Delegacia Geral estariam ganhando R$ 1 mil de gratificação. 

“Eles reclamam que estão na linha de frente e não têm nenhum tipo de reconhecimento do governo. Estamos marcando uma assembleia geral na frente da Secretaria de Segurança, para decidirmos se vamos deflagrar uma operação padrão”, destacou o presidente do Sinpolpi. 

Constantino Júnior disse ainda que os policiais ganhavam R$ 350 anteriormente pela função, mas com a gratificação dada às especializadas, eles querem aumento. “Eles reivindicam o mesmo valor”, afirma.

“Amanhã estaremos levando novamente essa reinvindicação ao Delegado Geral e também vamos cobrar a formação de uma comissão, acordada na suspensão da greve, que estudará a normatização das gratificações, que nunca foi criada e o prazo de 60 dias já venceu”, finalizou o presidente do sindicato. 

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir