Cidadeverde.com
Geral

Concursados protestam no Karnak e afirmam que 8 cidades não possuem polícia civil

Imprimir
  • 20150923065340.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065341.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065341_(1).jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065342.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065342_(2).jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065342_(1).jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065345.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065343.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065425.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923065425_(1).jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923070246.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923070244.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923070243.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923070254.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 20150923070248.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

Pelo menos oito municípios do estado estão totalmente descobertos de policiais civis. O levantamento feito pelos agentes, escrivães e delegados que aguardam nomeação, após o curso de formação, também aponta que 57 comarcas não possuem delegados. 

As informações foram dadas durante a manifestação que está sendo realizada nesta manhã(23), em frente ao Palácio de Karnak, que terminaram o curso de formação e aguardam nomeação para tentar sensibilizar o governador sobre a situação da Polícia Civil. 

Os sindicatos dos delegados e dos policiais civis estão no local reforçando o pedido e também reivindicando o fim da terceirização que e pela valorização e defesa da atividade privativa da carreira de policial civil. 

“O Governo do Estado através da Secretaria de Segurança está contratando trabalhadores terceirizados e colocando nas delegacias e este pessoal está fazendo serviços exclusivos dos policiais civis, o que é uma irregularidade”, disse Constantino Júnior, presidente do Sinpolpi.

Os manifestantes planejam uma marcha reunindo toda categoria caso não receba um posicionamento oficial do governo. De acordo com a presidente do Sindicato dos Delegados de Carreiras de Polícia, delegada Andrea Magalhães, o Sindepol está representando toda a Polícia Civil e declarou que qualquer de usurpação de função, não será tolerado.  

“Há muitos terceirizados nas delegacias de todo o Piauí, além de ocuparem as vagas dos aprovados que não foram chamados, não possuem o preparo necessário para exercer o papel da Polícia Investigativa. No final quem sai prejudicado é a própria vítima”, declarou. 

Daniel Cavalcante, um dos aprovados no concurso de 2012, para função de agente de polícia se disse completamente indignado com a situação e declarou que o impacto do custo com o salário dos agentes será mínimo ao Estado.  “Foram aprovadas 118 pessoas, a remuneração equivale apenas 0,05% à folha estadual. Queremos pelo menos que se estabeleça um cronograma de convocação”, destacou. 

A informação das categorias é de que há um déficit de mais de mil agentes de polícia e quase 60 delegados. 

Cidades sem delegados

Os manifestantes afirmam que os municípios de: Arraial do Piauí, Flores do Piauí, Paes Landim, Socorro do Piauí, Marcos Parente, Landri Sales, Monte Alegre e Santa Filomena estão totalmente descobertos de policiais civis.

“Tem delegados acumulando várias cidades, mas essas não estão englobadas por nenhum deles, porque não tem efetivo para abarcar todo o Piauí. Temos 69 cargos vagos e somos 49 para nomear e não dá para cobrir nem as 57 comarcas que estão sem delegado titular”, explica Péricles Lima, um dos delegados formados no curso da Academia de Polícia Civil que aguarda nomeação. 

Os manifestantes exemplificaram que em Parnaíba, ao norte do estado, o delegado acumula as cidades de Luís Correia, Ilha Grande e Cajueiro da Praia, aglomerando 194 mil habitantes. Já em São Raimundo Nonato, a situação é ainda pior porque são nove cidades e as distâncias chegam a 250 quilômetros, segundo eles. 

“O delegado de São Raimundo é responsável também por Bonfim do Piauí, Coronel José Dias, Dirceu Arcoverde, Dom Inocêncio, Fartura do Piauí, São Braz do Piauí, São Lourenço do Piauí e Várzea Branca. Uma delegada para 103 mil habitantes e ainda tem todo esse deslocamento”, explicou Péricles Lima, concursado. 


Flash de Maria Romero
Redação Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir